18/07/2018 às 11h32min - Atualizada em 18/07/2018 às 11h32min

Operação Swindle prende quatro suspeitos em São Luís

- Redação

Uma operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça-feira (17), em conjunto com a Polícia Civil do Maranhão e do Paraná cumpriu quatro mandados de prisão, em São Luís. Nomeada como Operação Swindle, tem como objetivo desarticular grupo que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via aplicativo de trocas de mensagens. A ação é desdobramento de um pedido de investigação que partiu de ministros do governo Michel Temer depois de terem telefones celulares clonados.

Em março deste ano, os ministros Eliseu Padilha, Carlos Marun e o ex-ministro Osmar Terra tiveram seus telefones fraudados e pediram investigação policial sobre o caso.

Em depoimento, os ministros relaram que mensagens foram enviadas aos contatos deles por meio do aplicativo WhatsApp com pedidos de depósitos bancários. No total, cerca de 20 deputados estaduais e federais, ministros do governo federal e até a governadora do Paraná, Maria Aparecida Borghetti, foi alvo da quadrilha.

Entre os suspeitos presos nesta terça-feira (17), está Leonel Silva Pires Júnior considerado o chefe da organização, que se passou por político e conseguiu cerca de R$ 70 mil em depósitos.

Leonel já havia sido indiciado em 2016 por ser o líder de uma quadrilha que aplicava golpes por meio do whatsapp. Mas, conseguiu habeas corpus e respondeu em liberdade.  O acusado foi ouvido e encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde está à disposição da Justiça.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp