20/12/2016 às 10h47min - Atualizada em 20/12/2016 às 10h47min

Audiência pública discute falta de água em bairros da cidade.

O município de Carutapera fica localizado a 560 km de São Luís.

Emaranhense.com,com informações do MP-MA

A Promotoria de Justiça da Comarca de Carutapera promoveu, na última quarta-feira, 15, no Salão do Apostolado da Oração, uma audiência pública para discutir a constante falta de água nos bairros Aparecida e Santa Rita do referido município. 

Participaram da reunião o promotor de justiça Luciano Ramos Canavarro Costa, titular da comarca, o prefeito eleito André Dourado, representantes do Executivo e Legislativo municipais, além de moradores dos bairros afetados pelo problema.

Foto:MP-MA

Os moradores do bairro Aparecida informaram que há um poço -  construído dentro do terreno da escola da Vila Dourado - que abastece a maior parte do bairro e que alguns moradores são beneficiados por ligações clandestinas.

Situação semelhante vivem os residentes do bairro Santa Rita: o poço do bairro fica localizado dentro do quintal da escola Oralinda Freitas e não é suficiente para fornecer água para a população. Na área, também há ligações clandestinas.

Na audiência, foi lembrado que já houve reunião na Promotoria de Justiça, com a presença do prefeito Amim Quemel, em que fora firmado compromisso de sanar a falta de água, mas os problemas continuaram.

PROVIDÊNCIAS

O vereador eleito José Carlos apresentou cópias de ofícios enviados à Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), solicitando a realização de audiência pública para discutir o problema. O prefeito eleito André Dourado disse que serão necessárias ações imediatas para resolver a demanda e que tomará medidas logo que for empossado.

Ficou acordado que a prefeitura realizará imediatamente uma vistoria nos bairros para detectar e coibir as ligações clandestinas. A fiscalização deverá ser feita por servidores municipais, voluntários da comunidade (devidamente cadastrados) e, se necessário, representantes do Ministério Público e da Delegacia de Polícia.

Após a fiscalização e levantamento das possíveis ações resolutivas, um relatório deverá ser encaminhado ao MPMA, no prazo máximo de 15 dias, com o detalhamento das providências a serem tomadas.

Na ocasião, o promotor de justiça Luciano Canavarro sugeriu a criação de uma associação de moradores com o intuito de promover o uso racional da água e evitar o desperdício, outro problema relatado por alguns moradores.

"A audiência públicarevela-se como um poderoso instrumento de solução extrajudicial para estes litígios”, concluiu Luciano Canavarro.

O município de Carutapera fica localizado a 560 km de São Luís.

Saiba mais  desta e de  outras notícias em nosso facebook.Você pode enviar a sua denúncia para nosso whatsapp-(98)98739-7762.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp