24/05/2013 às 19h06min - Atualizada em 24/05/2013 às 19h06min

Sejap promove palestra sobre gerenciamento em situações de crises

Promovido pela Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap),

Sejap Texto: Alan Jorge

Promovido pela Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap), os integrantes do Grupo Especial de Operações Prisionais (Geop) participaram, nesta sexta-feira (24), de palestra ministrada pelo diretor de Operações Especiais do Sistema Prisional de Brasília, Luis Mauro Albuquerque de Araújo. O evento faz parte do Curso de Capacitação que está sendo realizado desde quinta-feira (23) e será encerrado na segunda-feira (27).

Na ocasião, o palestrante falou da rotina nas unidades carcerárias do Distrito Federal (DF), algo que não é muito diferente do cotidiano dos estabelecimentos penais do Maranhão. Ele destacou que o agente penitenciário, em especial aqueles que integram o Geop, realiza um importante serviço público de alto risco. De acordo com Mauro, estes profissionais devem ter atitudes estratégicas e criteriosas, para corroborar com mudanças no trato do homem preso, e realizá-las em um espírito de legalidade e ética.

"No que se refere a presídio geralmente o procedimento interno é igual em todo local. Os problemas são os mesmos, a sistemática é a mesma. Devemos entender que nós é quem temos que fazer a diferença, tratar a pessoa presa com respeito, de forma digna", pontuou.

Luís Mauro contou que em Brasília os problemas como superlotação e falta de efetivo são comuns. Entretanto, a capacitação do servidor penitenciário é algo usual para que ele venha realizar da melhor maneira as suas atribuições. Ele destacou as principais funções do policial penal.

"Efetuar a segurança da Unidade Penal em que atua, mantendo a disciplina. Vigiar, fiscalizar, inspecionar, revistar e acompanhar os presos ou internados, zelando pela ordem e segurança deles, bem como da Unidade Penal", disse.

Dentro do tema proposto que foi gerenciamento de situações críticas penitenciárias, o diretor de operações especiais trabalhou subtemas como forma de repassar conhecimento, tanto teórico como prático, ao público alvo. Entre estes está gerenciamento de crise, emprego de recursos não letais, a aplicação da Lei de Execução Penal (LEP), a utilização do Código Penal dentro do sistema penitenciário e a imobilização tática.

 "Esse é um trabalho de extrema importância porque vem garantir capacitação ao servidor prisional, fazendo com que ele trabalhe de forma ainda mais eficaz, com foco na resolução de problemas", afirmou.

Diretor de Operações Especiais do Sistema Prisional de Brasília, Luis Mauro Albuquerque de Araújo, ministra palestra a agentes da Sejap

Diretor de Operações Especiais do Sistema Prisional de Brasília, Luis Mauro Albuquerque de Araújo, ministra palestra a agentes da Sejap


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp