05/05/2014 às 11h26min - Atualizada em 05/05/2014 às 11h26min

Acusado de tentativa de homicídio é absolvido em júri em Olinda Nova do Maranhão

Ele respondeu pelos crimes de tentativa de homicídio e de lesão corporal gravíssima que teve como vítima José Andrade Cutrim

CGJ-MA - Assessoria de Comunicação

Em júri popular realizado na última terça-feira (29), na Comarca de Olinda Nova do Maranhão, o Conselho de Sentença absolveu o réu Humberto de Jesus Campos, o “Beto”, como é conhecido. Ele respondeu pelos crimes de tentativa de homicídio e de lesão corporal gravíssima que teve como vítima José Andrade Cutrim, vulgo “Taté”. Presidiu o julgamento a titular da comarca, juíza Anelise Nogueira Reginato.

De acordo com o processo, no dia 27 de maio de 2002, por volta das 17h30, o réu, embriagado e armado de revólver, teria chegado em um bar localizado no povoado São Francisco, no município, no qual a vítima se encontrava. Gritando palavrões, o réu teria acionado o gatilho da arma por cinco vezes contra José, sendo que a arma não disparou.

Nesse momento, o dono do estabelecimento e a esposa trataram de acalmar o agressor, que foi conduzido para casa, tendo retornado depois de algum tempo, dessa vez armado de um facão, além do revólver.

Segundo os autos, o réu teria tentado agredir José, disparando na ocasião dois tiros para cima, ao que a vítima sacou de um facão, quando teve início uma luta corporal entre os dois e que culminou com o réu atingido na testa, braço e em um dedo da mão.

Situação acalmada, mais tarde chegou ao local um primo do réu, João Conceição Campos, o “Preto”, que resolveu tirar satisfação com a vítima pelo ocorrido ao primo.

José, porém, já havia saído em direção à residência dele (José). A poucos metros do bar, os primos alcançaram a vítima, ao que começaram a agredi-la com golpes de facão e faca em várias regiões do corpo, tendo fugido em seguida.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp