14/12/2018 às 11h21min - Atualizada em 14/12/2018 às 11h21min

Vaqueiro Luzivan é acusado de mandar matar outras três pessoas

- Redação

A Polícia Civil do Maranhão, cumpriu nesta quinta-feira (13), dois mandados de prisão contra Luzivan Rodrigues da Conceição, conhecido como "Luizão", o vaqueiro que já foi preso, acusado de participar da morte do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, conhecido como “Nenzin”.

Em um dos mandados, Luzivan é apontado como o responsável pelo assassinato de seu ex-genro, identificado como Francisco Murilo Martins da Silva, no dia 26 de novembro de 2016. De acordo com a polícia, para cometer o crime, Luizão contratou dois pistoleiros para executarem Murilo e sua mãe, Maria de Fátima, usando como pagamento pelo serviço, uma motocicleta. A mãe do ex-genro de Luzivan, Maria de Fátima, 73 anos, conseguiu fugir para outro Estado, logo após a execução de seu filho.

O outro mandado de prisão contra Luzivan, é contra o assassinato de Carlos de Sousa Lima, conhecido como “Carlinhos”, morto brutalmente no povoado Naru, com um tiro e 34 facadas, além de ter a orelha decepada. Na época, Luzivan ainda teve sua prisão decreta pela Justiça da cidade, pela crueldade empregada na execução. Ainda segundo a polícia, Luizão cobrou cerca de R$ 2 mil reais para o mandante do crime, identificado como Francisco Erisvan Almeida Pereira para assassinar “Carlinhos”.

A Polícia Civil investiga, ainda, a participação de Luizão na execução de Iolanda Pereira de Sousa, assassinada em 28 de fevereiro de 2017. Iolanda trabalhava vendendo comida durante as comemorações do Carnaval de 2017 e, ao chegar em casa durante a madrugada, foi assassinada com três tiros por pistoleiros contratados por Luizão.

De acordo com a polícia, os pistoleiros que executaram a mulher foram os mesmos que assassinaram o genro de Luizão, Francisco Murilo, em 26 de novembro de 2016.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp