12/06/2014 às 10h16min - Atualizada em 12/06/2014 às 10h16min

Curso de Medicina Veterinária da Uema completa 40 anos de história e conquistas

Saúde pública, controle da qualidade de alimentos, assistência clínica e cirúrgica de animais, são algumas das áreas de atuação do profissional de medicina veterinária.

UEMA

O curso de Medicina Veterinária da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) comemora 40 anos formando profissionais aptos a atender às demandas da sociedade e a contribuir com a implementação de pesquisas na área. Saúde pública, controle da qualidade de alimentos, assistência clínica e cirúrgica de animais, são algumas das áreas de atuação do profissional de medicina veterinária.

Ex-aluna do curso e atual diretora do Centro de Ciências Agrárias (CCA), a professora Francisca Neide Costa destaca as mudanças pelas quais o curso passou ao longo dos anos: "Quando avaliamos o ensino de medicina veterinária de hoje, percebemos que muita coisa mudou. Primeiro, o perfil dos alunos que entram no curso. Alguns anos atrás, a veterinária era um curso mais masculino e hoje percebemos que isso está bem dividido. Além disso, outras áreas de atuação passaram a ser exploradas. Antes era muito ligada ao trabalho com bovinos, e agora há uma tendência maior de se trabalhar com saúde pública, controle da qualidade de alimentos, com pesquisas em laboratórios, em nutrição animal, e demais áreas que a medicina veterinária possibilita", apontou.

A Uema é a única universidade que forma médicos veterinários em São Luís. Segundo Francisca Neide, essa responsabilidade reflete na constante atualização da estrutura curricular do curso. "Para atender a essas demandas, estamos sempre acompanhando as mudanças da estrutura curricular, baseada nas diretrizes curriculares nacionais, que são determinadas pelo Ministério da Educação, sobre como deve ser a formação do médico veterinário. Por isso, a estrutura curricular do curso foi elaborada e está sempre em constante atualização para atender às necessidades de mercado", ressaltou.

Além da constante atualização da estrutura curricular, o diretor do Curso de Medicina Veterinária, Ricardo Chaves, destaca a qualificação docente como ponto favorável ao crescimento do curso. "Devido à quantidade de professores com alto nível de formação, a nossa qualidade de ensino está muito boa. Estamos desenvolvendo hoje um curso com desempenho tão bom quanto em outros cursos do país. Precisamos melhorar sim, mas temos avançado bastante ao longo dos anos. E, o curso de Veterinária, pelo número de doutores, pela quantidade de projetos que sempre apresenta, é um dos cursos que está à frente nesse processo", reiterou.

Ricardo Chaves falou, ainda, sobre a importância da medicina veterinária para a sociedade como um todo. "O curso de Veterinária tem hoje uma importância muito grande por atuar diretamente na área de saúde pública. O nosso curso possui um diferencial na sua característica, por ter uma atuação na prestação de serviço, tanto na área de pecuária, quanto na saúde pública, inspeção de alimentos, entre outros”,

De acordo com o professor, a medicina veterinária da Uema também tem atendido ao importante tripé da educação: ensino-pesquisa-extensão. "A pesquisa e a extensão estão muito próximas uma da outra. Existindo pesquisa, então existe extensão. A extensão termina sendo uma vertente indispensável, decorrente do ensino e da pesquisa. E, hoje, com o estímulo de bolsas de pesquisas para alunos de iniciação científica, oferecidas pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PPG), e ainda a disponibilização de bolsas de extensão pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proexae) reflete diretamente no crescimento da universidade", pontuou o docente.

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp