12/12/2013 às 12h05min - Atualizada em 12/12/2013 às 12h05min

Advogado afasta hipótese de rebaixamento do Fla

Michel Assef Filho acredita que clube não será punido pela escalação de André Santos no Brasileiro, após ter sido expulso na Copa do Brasil

Wellington Campos, da Bradesco Esportes FM - esportes@band.com.br
Band

Após a Portuguesa ser denunciada no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) pela suposta escalação irregular do meia Heverton na última rodada, foi levantada a hipótese de o Flamengo ser julgado por ter colocado André Santos em campo no último jogo do Brasileirão.

Com a possível perda de pontos, o clube rubro-negro poderia até ser rebaixado, mas o advogado do clube, Michel Assef Filho, descarta esta possibilidade.

“Não acredito, não acredito que o Flamengo possa ser rebaixado de forma alguma. Então há muitas questões que têm que ser julgadas para isso acontecer. Eu afasto completamente isso”, comentou Assef.

Para o Flamengo ser rebaixado, teria de ser condenado a perder os quatro pontos previstos na legislação, e ainda ver o Vasco da Gama ganhar ação pela anulação da partida contra o Atlético-PR, que faria com que o Cruz-Maltino ganhasse três pontos.

“É muita conta, e em um momento inoportuno. Em um momento que já acabou o campeonato. O campeonato foi disputado nas quatro linhas e agora a gente fica aqui, como advogado, tendo que resolver questões que deveriam ser discutidas dentro do campo”, acrescentou o advogado.

André Santos foi expulso na final da Copa do Brasil, quando o Flamengo foi campeão em cima do Atlético-PR, e entrou em campo no jogo seguinte, mas pelo Campeonato Brasileiro.

De acordo com Assef, não há porquê o jogador cumprir suspensão automática em um campeonato diferente.

“A tese que está em discussão é se deveria ter sido cumprido imediatamente, ou seja, no Campeonato Brasileiro, ou se tem que ser cumprido no próximo jogo em Copa do Brasil. Isso em se falando na suspensão automática. A gente não pode confundir a suspensão automática com a condenação, uma decisão da Justiça Desportiva”, concluiu.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp