22/05/2019 às 10h53min - Atualizada em 22/05/2019 às 10h53min

Nova Regra da Conmebol estabelece que clube esteja na série A para disputar Libertadores e Sul Americana

Dirigentes de algumas das principais federações do futebol sul-americano, se mostraram surpresos com a decisão da Conmebol de impedir clubes das divisões de acesso de seus países de disputar a Libertadores ou a Copa Sul-Americana.

Algumas até demonstraram certa insatisfação publicamente. A Associação do Futebol Argentino (AFA), que será atingida diretamente se o rebaixado Tigre vencer a Superliga Argentina, manifestou preocupação com mudança em carta enviada à Conmebol nesta terça-feira (21).

A AFA se preocupa especificamente com a situação do Tigre, que, apesar de rebaixado, venceu por 5 a 0 o Atlético Tucumán no jogo de ida e está muito perto da decisão da Copa da Superliga Argentina. O torneio, tal como a Copa do Brasil, reserva ao vencedor uma vaga na Libertadores.

Diante da possibilidade de ter um campeão e não poder conceder a vaga na Libertadores, como prevê o regulamento, a Superliga Argentina também se manifestou diante da polêmica.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (21), a Conmebol publicou as exigências para os clubes disputarem a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana em 2020. E uma delas causou forte reação no Brasil.

"[o clube] deve estar disputando o torneio nacional de sua Associação Membro na divisão principal da competição em 2020 (ou seja, não haver descendido de divisão no torneio nacional."

A diretoria de competições de clubes da Conmebol também confirmou que só poderá jogar a Libertadores e a Sul-Americana quem estiver na Série A em 2020. A Conmebol informou também que vai incluir a exigência nos regulamentos da Libertadores e da Copa Sul-Americana.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp