19/09/2013 às 11h34min - Atualizada em 19/09/2013 às 11h34min

Condenado homem que matou no carnaval fora de época na Avenida Litorânea

O crime ocorreu durante o carnaval fora de época na Avenida Litorânea, em São Luís, no dia 12 de outubro de 2007

Assessoria de Comunicação do CGJ-MA

Pelo assassinato de Luís Carlos Viegas Ribeiro foi condenado a 14 anos e 22 dias de reclusão José Carlos Melo, conhecido como “Gaguinho”. O crime ocorreu durante o carnaval fora de época na Avenida Litorânea, em São Luís, no dia 12 de outubro de 2007.

De acordo com a denúncia, José Carlos Melo agrediu a vítima inúmeras vezes a golpes de facão, mesmo quando ela já estava caída no chão. O motivo seria desavenças entre vítima e acusado pela vigilância de automóveis, durante a festa do carnaval fora de época.

Mesmo intimado, José Carlos Melo não compareceu ao julgamento, na última sexta-feira (13), no 4º Tribunal do Júri, sendo desconhecido seu paradeiro. O juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior negou-lhe o direito de aguardar em liberdade eventual recurso e expediu o mandado de prisão do réu.

Já o 2º Tribunal do Júri condenou Fábio Júnior Sá Mendonça, conhecido como “Bicó”, a oito anos e quatro meses de reclusão. Junto com seu comparsa  Sílvio Kleberson Cunha Ferreira, ele assassinou, a golpes de faca, Rogério Melo Mendes, no Natal de 2005, por volta das 3h, no Anjo da Guarda. A vítima tinha dois filhos menores.

Fábio Júnior Mendonça compareceu ao julgamento, na última segunda-feira (16), no Fórum Des. Sarney Costa, no Calhau, e alegou legítima defesa. O juiz Gilberto de Moura Lima negou-lhe o direito de recorrer da sentença em liberdade, decretou sua prisão preventiva e o encaminhou ao Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ). Ele já foi condenado pela 3ª Vara Criminal pela prática de outro crime.

Ex-companheiro – Os jurados do 1º Tribunal do Júri condenaram Liziane Santos Nunes a quatro anos de reclusão. Ela assassinou, com um golpe de faca de cozinha, seu ex-companheiro Herson Morais da Silva, na noite do dia 12 de fevereiro 2007, na Praça da Bíblia (Centro), após ser agredida pela vítima.

A acusada compareceu ao julgamento, na segunda-feira (16). O juiz Osmar Gomes dos Santos concedeu-lhe o direito de recorrer da decisão em liberdade.

3º Tribunal do Júri – Na terça-feira (17), o Conselho de Sentença condenou a sete anos de reclusão Lindoval Lindoso Andrade pelo assassinato de Heráclito Silva Conceição e tentativa de homicídio contra Delma Eufrásia da Silva Santana, ex-companheira do acusado.  

O crime ocorreu no dia 25 de outubro de 2008, por volta das 18h, na residência das vítimas, na Vila Maranhão. O motivo seria o ciúme que o réu tinha por Delma Eufrásia da Silva.

Também no 3º Tribunal do Júri foram condenados Irismar Pereira e Wesley Pereira, pela morte do motorista de ônibus  Ronielson Lima Pinheiro, no dia 14 de setembro de 2010, no ponto final da linha de ônibus do  Residencial Paraíso, na Vila Embratel.

Conforme a denúncia, Irismar Pereira foi o mandante e o sobrinho dele, Wesley Pereira, o executor do crime. O motivo seria ciúmes que Irismar tinha de sua esposa com vítima.

Réus presos, tio e sobrinho compareceram ao julgamento, no dia11, e a juíza Kátia Coelho Dias manteve a prisão dos dois. Cada um cumprirá pena de 13 anos de reclusão. Irismar Pereira já responde a outros processos judiciais

Ainda no 3º Tribunal do Júri, no dia 13, foi condenado a cinco anos e 10 meses de reclusão Robson Ruy Costa Belfort. Ele assassinou a tiros Paulo Edson Pereira Barroso e feriu Genilson de Jesus Barros Serra, no dia 03 de agosto de 2006, por volta das 15h,  em um bar da Vila Ariri, no Anjo da Guarda, após discutir com as vítimas. Condenado pelo 2º tribunal do Júri por outro crime, o acusado já está preso.

Penas - Liziane Santos Nunes cumprirá a pena em regime aberto, em casa de albergado, e Lindoval Lindoso Andrade, em regime semiaberto, na Penitenciária de Pedrinhas.  José Carlos Melo, Fábio Júnior Sá Mendonça, Irismar Pereira, Wesley Pereira e Robson Ruy Costa Belfort, cumprirão pena em regime fechado.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp