11/12/2017 às 09h59min - Atualizada em 11/12/2017 às 09h59min

Dor e comoção no velório da vítimas no acidente do Araçagi

- Redação

O acidente que resultou na morte de quatro pessoas e deixou várias vítimas, neste sábado (9), na Avenida Atlântica, na praia do Araçagi, região metropolitana de São Luís, causou muita comoção entre os familiares e amigos das vítimas. Dentre elas estão três crianças, com idade de 1 anos, 6 anos e outra de 12 anos. O velório ocorreu de forma coletiva, na tarde deste domingo (10), no povoado de Periz de Baixo, a 58 km de São Luís.

Entre as vítimas também estava Maria José Coelho, de 58 anos, que foi velada na casa da família, no mesmo povoado. A lavradora estava com a filha e os dois netos de 6 e 9 anos, que sobreviveram.

O motorista do microônibus, identificado como Breno Francisco Correia, com idade ainda não revelada, fugiu do local do acidente e até o momento ainda não foi localizado. De acordo com a Polícia Militar, não foi possível sequer fazer um retrato falado do homem, que está sendo procurado pela Polícia Civil.

O enterro das quatro vítimas acontece neste momento de forma coletiva, no Cemitério Municipal do munícipio de Bacabeira.

 

Relembre o caso:

O acidente aconteceu na manhã deste sábado (9), quando o motorista de um microônibus, que vinha de Periz de Baixo, passava pela avenida Atlântica, na praia do Araçagi, perdeu o controle e capotou. Causando a morte de quatro pessoas e deixou vários feridos. Dos 30 sobreviventes, 21 eram adultos e 9 crianças. Os feridos foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), do bairro do Araçagi.

Ainda não se sabe quais foram as causa do acidente, mas, de acordo com o Instituído de Criminalística (ICRIM), a principal suspeita é de problemas no freio do veículo. No entanto, não está descartada a hipótese de que a falta de habilidade do motorista, tenha sido o fator predominante que provocou o acidente.  

O condutor do veículo fugiu logo após o acidente e deve responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A polícia segue investigando as causas do acidente.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp