13/08/2013 às 08h55min - Atualizada em 13/08/2013 às 08h55min

Prefeitura discute parceria para construção de cozinhas comunitárias

O Maranhão irá se habilitar para este convênio, junto ao Governo Federal, no dia 6 de setembro

Prefeitura de São Luís
São Luís vai pleitear mais cozinhas comunitárias. O assunto foi tema de reunião entre a secretária municipal de Segurança Alimentar (Semsa), Fatima Ribeiro e o secretário  adjunto de estado de Desenvolvimento Social (Sedes), Kleber Gomes. A parceria trata da construção de Cozinhas Escolas Comunitárias em diversas localidades da capital. 
 
Durante a reunião foi discutido ainda habilitação do município para convênio com Governo Federal, voltado à modernização das centrais de recebimento dos produtos da agricultura familiar. 
 
O Maranhão irá se habilitar para este convênio, junto ao Governo Federal, no dia 6 de setembro, durante evento em Brasília. Em contrapartida, os municípios que pleiteiam o recurso precisam ter aderido ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e ao Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). 
 
São Luís atende aos critérios exigidos para a habilitação. “Esperamos que estes convênios sejam liberados o mais breve possível para que possamos tirar do papel as cozinhas, que são instrumentos fundamental no combate à fome em nossa cidade e na capacitação”, destacou Fatima Ribeiro.
 
O valor mínimo dos convênios é de R$ 250 mil por município, cujos recursos serão destinados à compra de equipamentos para as centrais de recebimento de produtos. 
 
São Luís já possui a Cozinha Escola Comunitária da Vila Cascavel, que passará por reforma e será entregue ainda este ano à comunidade. O espaço tem capacidade para servir 200 refeições diárias e atender cerca de três mil pessoas por mês com os serviços e cursos que vai oferecer. A Semsa desenvolve projeto de construção de uma cozinha escola com eixo educativo na área Itaqui-Bacanga.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp