16/12/2016 às 09h27min - Atualizada em 16/12/2016 às 09h27min

PF: Malafaia é alvo de condução coercitiva.

Ele é suspeito de emprestar contas bancárias para ajudar a ocultar dinheiro.

Por noticias@band.com.br

O pastor Silas Malafaia é alvo de condução coercitiva na Operação Timóteo da PF (Polícia Federal), deflagrada nesta sexta-feira, sobre um esquema de corrupção de cobrança de judiciais de royalties da exploração mineral. Ele é suspeito de emprestar contas bancárias para ajudar a ocultar dinheiro.

Foto:Fabio Rodrigues Pazzebom/Agência Brasil

A PF realiza a ação em 11 estados (BA, DF, GO, MT, MG, PA, PR, RJ, RS, SC, SE e TO) e no Distrito Federal, e cumpre 29 mandados de conduções coercitivas, 4 de prisão preventiva, 12 de prisão temporária, além do sequestro de 3 imóveis e bloqueio de aproximadamente R$ 70 milhões.

A ação tem como alvo uma quadrilha acusada de atuar no setor de exploração mineral, com participação de um diretor do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral). Segundo a PF, essa organização criminosa é "investigada por um esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties".

A Operação Timóteo teve início no ano passado, quando a então Controladoria-Geral da União enviou à PF uma sindicância que apontava incompatibilidade na evolução patrimonial de um dos diretores do DNPM. Apenas esta autoridade pública pode ter recebido valores que ultrapassam os R$ 7 milhões.

O nome da operação é referência a uma passagem do livro Timóteo, integrante  da Bíblia Cristã: "os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos, que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição".

 

Saiba mais  desta e de  outras notícias em nosso facebook.Você pode enviar a sua denúncia para nosso whatsapp-(98)98739-7762.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp