17/10/2016 às 11h19min - Atualizada em 17/10/2016 às 11h19min

Empresas aéreas proíbem que os aparelhos Samsung Galaxy Note 7 fiquem ligados no avião por risco de incêndio e de explosão

Quem voar pelas empresas aéreas brasileiras vai se assustar com um aviso enfático dado pelos comissários de bordo. Os aparelhos de telefone celular Samsung Galaxy Note 7, o mais moderno da empresa, estão proibidos de permanecerem ligados dentro das aeronaves, mesmo que em modo avião. Motivo: elevado risco de incêndio e de explosão.

- Vicente Nunes
http://blogs.correiobraziliense.com.br/

Quem voar pelas empresas aéreas brasileiras vai se assustar com um aviso enfático dado pelos comissários de bordo. Os aparelhos de telefone celular Samsung Galaxy Note 7, o mais moderno da empresa, estão proibidos de permanecerem ligados dentro das aeronaves, mesmo que em modo avião. Motivo: elevado risco de incêndio e de explosão.

 

A proibição foi determinada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) há pouco mais de uma semana. O órgão regulador e fiscalizador decidiu seguir as regras que estão sendo tomadas em todo o mundo por questão de segurança. A determinação inclui, inclusive, a proibição de carregar o aparelho em malas que são despachadas.

 

A decisão das empresas aéreas foi tomada depois de a Samsung admitir um problema grave na bateria do telefone, que exigiu um recall mundial. Há casos de ferimento com o telefone em várias partes do mundo. A empresa coreana assumiu que, até 1º de setembro último, foram constatados 35 explosões e incêndios envolvendo o aparelho.

 

Veja o que diz a íntegra da recomendação da Anac às empresas aéreas:

 

“A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) encaminhou no dia 12 de setembro aos operadores de transporte aéreo do país recomendação quanto ao uso e ao transporte do smartphone Galaxy Note 7 em aeronaves.

Devido a diversos incidentes causados pelas baterias de íons de lítio do modelo da Samsung, em diferentes lugares do mundo, a agência orientou que as empresas aéreas alertem os passageiros quanto aos riscos no transporte do aparelho nas aeronaves.

A Anac sugere que passageiros e tripulantes não liguem nem recarreguem esse modelo dentro de suas aeronaves, até que a substituição dos modelos defeituosos seja realizada pela fabricante. A recomendação sugere, ainda, que o modelo Note 7 da Samsung não seja transportado por passageiros ou tripulantes em bagagens despachadas, mas somente em bagagem de mão e desligado.

Na semana passada, os problemas causados pela bateria do smartphone Galaxy Note 7 levaram à autoridade de aviação civil dos Estados Unidos (Federal Aviation Administration – FAA) a alertar as companhias aéreas daquele país quanto aos cuidados no transporte e utilização do aparelho dentro das aeronaves.”


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp