02/08/2013 às 10h18min - Atualizada em 02/08/2013 às 10h18min

Técnico do Ministério das Cidades inspeciona programa Minha Casa Minha Vida em São Luís

Edison Leite acompanhado de Geraldo Castro Sobrinho, e da equipe de Secretaria de Urbanismo e Habitação realizaram a vistoria

Secom/Prefeitura de São Luís

O técnico de infraestrutura do Ministério das Cidades, Edison Leite, realizou nesta quarta-feira (1º) visita de inspeção às obras do programa Minha Casa Minha Vida, desenvolvido em parceira com a Prefeitura de São Luís. Ele concluiu a agenda na cidade se reunindo com integrantes da União Estadual por Moradia Popular (UMP) para dar início aos debates sobre o Plano Municipal de Habitação.

Acompanhado do assessor especial para assuntos de Habitação, Geraldo Castro Sobrinho, e da equipe de Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), Edison Leite reconheceu a necessidade de expansão do programa Minha Casa Minha Vida diante do déficit populacional da cidade. Segundo levantamento realizado pela UMP, 60% do município de São Luís está ocupado por domicílios que não apresentam habitabilidade.

“Fui designado para fazer uma inspeção e visitar também o movimento pró-moradia popular no município. Mas, o principal objetivo junto ao movimento e aos gestores municipais é falar da importância dos planos habitacionais locais, da coesão entre os empreendimentos e a harmonia do crescimento e desenvolvimento das cidades”, disse Edison Leite. Para o técnico o plano habitacional deve estar coerente com o plano diretor.

A inspeção do técnico do Governo Federal se concentrou nos dois conjuntos habitacionais do Residencial Piancó, na região Itaqui-Bacanga. 

Com previsão de ser entregue até o mês de setembro, as primeiras 476 unidades habitacionais devem contribuir para reduzir o imenso déficit habitacional em São Luís, segundo Geraldo Castro, de cerca de 80 mil unidades. Os imóveis serão entregues com piso adequado e percentual de 3% das unidades adaptadas para pessoas com deficiência.

“O Ministério das Cidades está acompanhando de perto o processo de regulamentação, desenvolvimento e construção do programa Minha Casa, Minha Vida. Muitos erros foram cometidos no passado. A municipalidade aproximou-se, fiscalizou e hoje temos empreendimentos próximos da entrega com condições de habitabilidade, área verde e equipamentos de lazer, de educação e saúde. As pessoas vão ter condições de viver dentro daquilo que nós imaginamos, dos padrões estabelecidos pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior e a presidenta Dilma”, explicou Geraldo Castro.

Creuzamar de Pinho, coordenadora geral da União Estadual de Moradia Popular, integrante do movimento nacional e do Conselho Municipal das Cidades, ressaltou a importância da vistoria. “Essa visita foi extremamente importante na perspectiva de se iniciar a discussão para elaboração do plano municipal de habitação. Ele precisa ser criado com participação popular. A cidade tem vários problemas habitacionais, de regularização fundiária. Com a construção do plano de habitação podemos amenizar os problemas”, mensurou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp