31/07/2013 às 09h28min - Atualizada em 31/07/2013 às 09h28min

Parceria entre Seduc e Caema vai estimular consumo adequado de água na escola

O projeto recebeu o nome de "Caema na Escola" e até um personagem foi criado "O Pingo"

Seduc
Para incentivar o consumo racional de água e uso adequado dos recursos hídricos entre os estudantes, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) firmaram compromisso com o objetivo de levar as ações do programa "Caema na Escola" a estabelecimentos da rede estadual de ensino. 
 
Inicialmente deverão ser contempladas as escolas estaduais localizadas no eixo Itaqui-Bacanga, em São Luís. O programa, que tem como referência o personagem "O Pingo", foi apresentado nesta terça-feira (30), à secretária-adjunta de Ensino da Seduc, Leuzinete Pereira e equipe de auxiliares, pelas representantes da Caema, Suely Gonçalves e Cleonice de Araújo Ferreira. 
 
Além de informações sobre o consumo adequado de água, o programa dá dicas sobre o uso correto da rede de esgoto sanitário para ajudar na preservação da saúde.
 
Suely Gonçalves e Cleonice de Araújo explicaram que o programa tem como foco economizar o consumo de água e evitar desperdícios com medidas simples e fáceis de serem assimiladas pelos estudantes, citando como exemplo as sugestões para identificação de vazamentos.
 
 
De acordo com Leuzinete Pereira, as palestras educativas do programa foram apresentadas em diversas escolas da rede estadual, mas a intenção do acordo é fortalecer as ações do programa por meio da parceria entre a Seduc e a Caema. Ela acrescentou que as ações do "Caema na Escola" serão integradas ao projeto "Educação Ambiental" desenvolvido pela Seduc.
 
Ela disse que esta parceria tem como finalidade, não somente conscientizar, mas também, sensibilizar os alunos e a comunidade escolar da importância do uso racional da água tratada, por meio da oferta de palestras e visitas às estações de tratamento para alunos das escolas estaduais da unidade regional de São Luís.
 
Durante o encontro, a secretária adjunta Leuzinete Pereira solicitou que a Caema proceda a viabilidade de um estudo nos prédios escolares de elevado consumo para tentar identificar as causas.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp