20/03/2015 às 10h20min - Atualizada em 20/03/2015 às 10h20min

Emprego na indústria cai 0,1% em janeiro e 4,1% em um ano, diz IBGE

O emprego na indústria brasileira teve queda de 0,1% em janeiro na comparação com dezembro e 4,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, sendo o quadragésimo recuo consecutivo na comparação anual.

uol.com.br

O índice caiu 3,4% no acumulado dos doze meses até janeiro, mantendo a trajetória de queda que começou em setembro de 2013. Os dados são da Pimes (Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário), divulgada nesta sexta-feira (20), pelo IBGE.

Em dezembro, o índice teve aumento de 0,3%, interrompendo oito meses de quedas consecutivas, o que resultou em um recuo de 3,2% no emprego industrial em 2014, terceiro ano seguido em que foi registrada diminuição.

Em um ano, maioria dos setores teve queda no emprego

Na comparação com janeiro de 2014, 17 dos 18 ramos pesquisados mostraram queda no índice de emprego.

O setor de máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações mostrou o maior recuo, de 11,3%. Também tiveram queda significativa meios de transporte e produtos de metal, ambos caindo 7,7%, e de outros produtos da indústria de transformação, com recuo de 8%.

O único setor que mostrou aumento no emprego foi o de produtos químicos, com 0,5%.

Produção industrial subiu em janeiro, mas caiu em um ano

Em janeiro, a produção industrial no Brasil teve um aumento de 2% em relação a dezembro, mas caiu 5,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os dados também são do IBGE e foram divulgados no último dia 4. Em 2014, a produção registrou queda de 3,2%, pior resultado em cinco anos.

Na avaliação do IBGE, mesmo com o aumento da produção em janeiro, o ritmo no setor continua fraco e a expectativa é que não melhore nos próximos meses. A falta de confiança do consumidor, o aumento de dívidas das famílias, o crédito mais caro e o cenário econômico internacional ainda desfavorável são apontados como fatores para isso.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp