17/03/2015 às 08h23min - Atualizada em 17/03/2015 às 08h23min

SP: ação da PM provoca tumulto no Glicério

Moradores ficaram revoltados com a morte de um jovem de 20 anos

notícia@band.com.br

Um jovem de 20 anos morreu em um confronto com policiais no Glicério, bairro localizado na região central de São Paulo. A ação aconteceu dentro de uma pensão onde ele morava com com a mulher, grávida de cinco meses. 

 

Moradores ficaram revoltados com a ação da Polícia Militar. Eles furaram o cordão de isolamento em frente à pensão, atiraram pedras nos policiais, queimaram carros e fizeram barricada. Já a PM usou bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.

 

Um policial e vários moradores ficaram feridos, todos sem gravidade. 

 

O jovem morto pelos policiais estava armado com um revólver calibre 32 e havia trocado tiros com a PM. Ele era suspeito de participar do roubo de cinco carros em um estacionamento na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, no último domingo. 

 

Durante a ação a mulher do suspeito passou mal e precisou ser levada para o pronto socorro. Ele, baleado, morreu no local. Além da arma que o rapaz portava, a PM apreendeu um revólver calibre 38 que estava escondido no quarto. 

 

Segundo a polícia, o suspeito já tinha passagem por roubo. Ainda de acordo com a PM, um dos dois carros queimados pelos moradores do bairro e um terceiro abandonado na região do Brás haviam sido roubados do estacionamento no último domingo. 

 

Pouco antes de chegar à pensão, os policiais já haviam detido outros dois homens que também teriam envolvimento no assalto ao estacionamento. A dupla estava em um dos carros roubados.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp