16/03/2015 às 08h32min - Atualizada em 16/03/2015 às 08h32min

Renato Duque é preso em nova fase da Lava Jato

Ex-diretor da Petrobras foi detido em casa, no Rio, e não reagiu

notícia@band.com.br

Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, foi preso na manhã desta segunda-feira. Ele estava em casa, no Rio de Janeiro, e não reagiu à ação dos policiais.

 

A prisão de Duque faz parte da décima fase da operação Lava Jato, que investiga o esquema de corrupção na estatal. Policiais federais deflagraram a ação às 6h desta segunda. 

 

Estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva (um deles contra o ex-diretor da Petrobras), quatro mandados de prisão temporária e 12 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e em São Paulo. Cerca de 40 policiais atuam na operação.

 

Renato Duque já havia sido preso na sétima fase da Lava Jato, em novembro do ano passado, mas conseguiu a liberação pouco tempo depois. Duque foi apontado por dois delatores da Lava Jato como um dos operadores do esquema de propina na estatal.

 

Ele foi citado por Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, e Pedro Barusco, ex-gerente de Serviços e subordinado a Renato Duque. 

 

Além do ex-diretor da estatal, a Polícia Federal também efetuou a prisão do empresário paulista Adir Assad, ligado à construtora Delta e investigado na CPI do Cachoeira. 

 

Os dois serão levados ainda nesta segunda-feira para a carceragem da superintendência da PF em Curitiba e permanecerão em custódia.

 

A Polícia Federal investiga executivos, ex-funcionários da Petrobras e doleiros supostamente envolvidos no esquema por associação criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, uso de documento falso e fraude em licitação. 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp