06/03/2015 às 09h12min - Atualizada em 06/03/2015 às 09h12min

SP: mulher ligada ao PCC manda executar vizinho

A vítima conseguiu escapar do cativeiro após 3h de tortura e ameaças

notícia@band.com.br

Um homem sequestrado por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) conseguiu escapar do cativeiro depois de três horas de tortura e ameaças de execução. Uma vizinha da vítima teria sido a mandante do rapto. 

 

O homem, um gari de 34 anos, foi jurado de morte após ter se envolvido em uma briga no último domingo. A vizinha, que teria ligação com o PCC, se irritou porque durante a confusão ele teria invadido o quintal da casa dela. 

 

O caso aconteceu no bairro Nova América, região de Parelheiros, próximo à represa Billings. 

 

No fim da manhã dessa quinta-feira, cinco homens armados cercaram a casa do gari. Ele conseguiu escapar com a mulher e a filha de sete anos por um matagal. 

 

Depois de encontrar um lugar seguro para a família, o gari saiu em busca de ajuda. No caminho, no entanto, ele foi encontrado e sequestrado pelos homens que cercava a casa, todos membros do PCC. 

 

O gari foi levado para uma casa ao lado da Represa e seria julgado pelo "tribunal do crime". A vítima só conseguiu escapar porque os suspeitos se assustaram com policiais civis que passavam em frente ao imóvel. 

 

Durante a fuga, os suspeitos trocaram tiros com agentes da Guarda Municipal, da sede localizada na Estrada da Barragem. Um dos sequestradores foi preso e outro, mesmo baleado, conseguiu fugir com os comparsas. 

 

A vizinha do gari, suposta mandante do rapto, e um dos homens encarregados de executar a vítima também foram detidos. Eles foram conduzidos para a delegacia do Jardim das Embuias e indiciados por tentativa de homicídio.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp