05/03/2015 às 10h42min - Atualizada em 05/03/2015 às 10h42min

Janot teria solicitado o arquivamento sobre Dilma

Procurador argumentou que Constituição não permite a investigação

notícia@band.com.br

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, teria solicitado ao STF (Supremo Tribunal Federal) o arquivamento da investigação sobre a presidente Dilma Rousseff (PT).

 

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o documento não cita a suspeita de envolvimento da presidente no esquema de corrupção da Petrobras - diz somente que a Constituição não permite que o chefe de Estado seja investigado por qualquer ato que não esteja relacionado com o exercício do cargo da Presidência. 

 

Ainda segundo o jornal, a recomendação pelo arquivamento foi encaminhada por Janot ao Supremo junto com o pedido de abertura do inquérito contra 54 políticos suspeitos de envolvimento na Lava Jato, na última terça-feira. 

 

O procurador-geral da República teria apresentado, além do pedido sobre Dilma Rousseff, outros seis solicitações de arquivamento. Um deles seria sobre o senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

 

O jornal O Estado afirma que, pela citação de Janot, as referências feitas sobre Dilma nas investigações da Lava Jato aconteceram antes de ela assumir a Presidência, em 2011. No governo Lula, Dilma Rousseff ocupou o cargo de ministra de Minas e Energia e comandou a Casa Civil.

 

Também durante o período a petista presidiu o Conselho de Administração da Petrobras - entre os anos de 2003 e 2010. 

 

O material enviado pela Procuradoria ao STF é mantido em segredo de Justiça. No entanto, o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, deve tornar o processo público ainda nesta semana.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp