30/01/2015 às 14h49min - Atualizada em 30/01/2015 às 14h49min

Deputados gastam R$ 17 mi em verba indenizatória

Quantia foi usada em conta de telefone, publicidade e combustível

notícia@band.com.br

Deputados estaduais de São Paulo gastaram quase R$ 17 milhões com verba indenizatória no ano passado. A quantia foi usada para o ressarcimento de despesas com telefone, material publicitário, aluguel de carro e combustíveis.

Em 2014, segundo a Assembleia Legislativa, cada deputado teve direito a R$ 302 mil para o ressarcimento das despesas.

O campeão de gastos foi o deputado Itamar Borges (PMDB), que recebeu R$ 285 mil ao longo do ano. Foram R$ 75 mil só com a conta de telefone fixo - uma média de R$ 6,3 mil por mês, segundo dados do próprio legislativo.  

Em segundo lugar aparece o deputado Ênio Tato (PT), que gastou quase R$ 278 mil de verba indenizatória no ano passado. A maior parte do dinheiro foi direcionada para o pagamento de material gráfico e papelaria: média de R$ 11,2 mil por mês.  

Logo atrás dele aparece o deputado Cauê Macris (PSDB). O tucano usou R$ 277 mil em 2014, sendo que R$  79 mil foram usados para pagamento de gráficas. O parlamentar também gastou R$ 35 mil ao longo do ano com telefone fixo. 

O levantamento foi feito pela BandNews FM e mostra que apesar de alto, o valor é um pouco mais baixo do que o contabilizado em 2013 - quando os parlamentares gastaram R$ 21 milhões. 

Os três deputados que usaram os maiores valores foram procurados pela reportagem, mas só Cauê Macris se pronunciou. O tucano disse, em nota, que a verba foi usada no exercício do mandato. 

Na lanterna

A outra ponta da tabela, entre os deputados que gastaram menos, tem como lanterna Marco Zerbini (PSDB). O parlamentar gastou R$ 8 mil em todo o ano passado.

O segundo mais econômico em 2014 foi o deputado Salim Curiati (PP), que usou R$ 18,8 mil da verba indenizatória. A maior despesa foi com a conta de telefone fixo: R$ 4,9 mil ao longo de todo o ano. 

Novo mandato

Os deputados eleitos no ano passado tomam posse no início de março. Neste 2015, cada um deles poderá gastar até R$ 318 mil com a verba indenizatória - sendo R$ 25,5 mil por mês. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp