Portal Emaranhense Publicidade 728x90
23/07/2013 às 10h46min - Atualizada em 23/07/2013 às 10h46min

Aged faz inspeção sanitária de animais na Expoagra 2013

O trabalho de inspeção sanitária feito pelos técnicos da Agência Estadual de Defesa Agropecuária

Sagrima

O trabalho de inspeção sanitária feito pelos técnicos da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sagrima), na 36º Exposição Agropecuária de Grajaú (Expoagra), começou 20 dias antes da abertura oficial da exposição, ocorrida no sábado (20). O objetivo da ação é garantir a sanidade dos animais expostos no Parque Zezé Santos, local onde o evento acontece até o próximo domingo (28).

A antecedência na ação é necessária para que o órgão possa manter contato com os promotores do evento e esclarecer sobre as exigências sanitárias previstas na legislação federal e estadual para realização de eventos agropecuários, como leilões, vaquejadas e exposições. Antes do início da exposição os técnicos da Aged realizam o ‘vazio sanitário’, período em que todos os animais que estavam dentro do Parque de Exposições são retirados. Após esse procedimento, é feito o acompanhamento da limpeza das instalações dos abrigos e bebedouros dos animais.

Chegando ao parque, os animais são vistoriados pelo médico veterinário e técnico da Aged, que exigem documentos como comprovante de vacinação da febre aftosa, Guia de Trânsito Animal (GTA) e todas as documentações zoosanitárias previstas, de acordo com cada espécie. Essa é uma garantia da origem e da saúde do animal, impedindo a entrada de animais, produtos e subprodutos infectados.

Além de conferir a documentação, é feita também uma inspeção clínica para certificar se o animal apresenta algum sintoma de enfermidade além dessas previstas no GTA, como a brucelose, tuberculose e a febre aftosa, que há mais de 10 anos não é registrada no Maranhão.

“Onde há aglomeração de animais é necessária a inspeção sanitária da Aged. Essa inspeção em eventos agropecuários é uma exigência do Ministério da Agricultura que precisa ser cumprida porque tem o intuito de prevenir a disseminação de doenças, pois a função da Aged é ser um filtro, um minimizador desses riscos”, explicou Zaira Barros, chefe da unidade veterinária da Aged de Grajaú.

“A inspeção rigorosa da Aged assegura ao criador a compra de um animal isento de enfermidades, eliminando qualquer possibilidade de contaminação”, avaliou o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Cláudio Azevedo, que prestigiou a 36ª Expoagra no último fim de semana.

Até o final do evento estão sendo expostos cerca de mil animais incluindo bovinos, caprinos, ovinos e equinos. A Aged possui 18 escritórios regionais instalados em todas as regiões do Maranhão, além de Unidades Veterinárias Locais e Escritórios de Atendimento à Comunidade, com atuação em todos os municípios maranhenses.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal Emaranhense Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp