Portal Emaranhense Publicidade 728x90
21/06/2013 às 16h45min - Atualizada em 21/06/2013 às 16h45min

Governador da Bahia diz que protestos 'vão atrapalhar a democracia'

Para ele, a falta de líderes do movimento e a ausência de bandeiras específicas para serem colocadas numa mesa de negociação atrapalham

TV Maranhense

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse no início da tarde desta sexta-feira (21) que os protestos que vêm tomando as ruas do país, do jeito que estão acontecendo, "vão atrapalhar a democracia brasileira".

Wagner afirmou ainda que é preciso "organizar a pauta de reivindicações", mas não vê uma "tentativa de golpe" contra os governos. "É uma coisa muito pulverizada. Não acho que é a direita conservadora", disse.

As declarações aconteceram em entrevista coletiva, um dia após confrontos em Salvador entre policiais e manifestantes no entorno do estádio da Fonte Nova, antes de um jogo pela Copa das Confederações.

O dia terminou com um jovem baleado no braço, saques a lojas, agências bancárias destruídas e três ônibus incendiados.

O governador baiano admitiu existir hoje uma "crise de representação" da população em relação aos políticos. Mas que seria "impossível dialogar quando não há uma bandeira objetiva".

Para ele, a falta de líderes do movimento e a ausência de bandeiras específicas para serem colocadas numa mesa de negociação não ajudam. "A classe política tem que saber para onde esse rio está correndo. E, na minha opinião, não corre para um caminho bom, da forma como está correndo."

Wagner criticou as depredações relacionadas à mobilização desta quinta (20). "Quando participei da passeata dos cem mil [em 1968], com 16 para 17 anos, ninguém quebrou nada e queríamos algo claro: o fim da ditadura", disse.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal Emaranhense Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp