11/08/2014 às 11h43min - Atualizada em 11/08/2014 às 11h43min

Gareca resistirá à zona do rebaixamento?

TV Maranhense - Emaranhense.com.br
TV Band

Antes de mais nada, afirmo de antemão: o Palmeiras vai mal no Brasileirão, é fato, mas demitir agora o técnico Ricardo Gareca seria uma posição retrógrada e insensata por parte da diretoria comandada pelo presidente Paulo Nobre.

 

No entanto, a possível saída do treinador deve ser analisada, afinal sabe-se que o futebol brasileiro é movido pelo passionalismo dos dirigentes e a saída do comandante do time é sempre a decisão mais cômoda a ser tomada diante dos maus resultados.

 

O Palmeiras é 14º colocado no Brasileirão. Com 14 pontos, está apenas um ponto acima dos quatro clubes que ocupam a zona do rebaixamento. São oito jogos sem vitória até agora no nacional e tem uma chance enorme de fechar a rodada do próximo final de semana entre os quatro virtuais degolados.

 

No próximo domingo, o Palmeiras terá pela frente o clássico contra o São Paulo, às 16h, no Pacaembu. Um Tricolor motivado e sonhando como G-4 terá de ser superado pelo Alviverde na fuga da zona do rebaixamento.

 

Pergunto: Ricardo Gareca resistirá à zona de rebaixamento no Brasileirão?

 

Admito que já estive mais otimista em relação a credibilidade do treinador argentino perante a cúpula alviverde. Tenho convicção de que o comandante deva ser mantido no cargo, até porque é o início de um trabalho, mas também imagino o tamanho da pressão para cima de Paulo Nobre.

 

É preciso fazer algumas ponderações na relação “Palmeiras x rebaixamento”. O clube já caiu por duas vezes no nacional. Retornou neste ano e já namora, de novo, a degola na principal competição do país. Isso fere a torcida, que está em polvorosa.

 

Se não bastasse o trauma da segunda divisão, o Palmeiras festeja seu Centenário neste ano, o que ajuda a frustrar ainda mais os palmeirenses. A realidade é triste e a tensão toma conta de quem comanda e quem entra em campo também.

 

O zagueiro Lúcio, um dos mais experientes do elenco e que criticou a chegada de um treinador estrangeiro ao clube, mostrou-se irritado após a derrota para o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Ele falou abertamente em rebaixamento:

 

“São oito jogos sem vencer. Não dá para cair mais, não. Tem de prestar atenção e lutar para rever isso ai, se não fica difícil.”

 

A situação de Ricardo Gareca é, no mínimo, delicada no Palmeiras. Os dirigentes podem e devem adotar um discurso de apoio ao treinador e de calma neste momento de pressão.

 

No entanto, no clássico contra o São Paulo, mais do que a rivalidade diante de um rival tradicional estará em jogo o futuro do treinador. Gareca é experiente e sabe que não só aqui, mas na Argentina também, os resultados ditam o ritmo do trabalho. 

 

Creio que um revés diante do rival, somado a uma entrada do clube na zona do rebaixamento no nacional possa ser uma bomba que estoure justamente nas mãos do argentino. 

 

A demissão seria um equívoco, reitero isso, mas é possível, que aconteça, até porque a demissão do treinador não seria novidade em se tratando de futebol brasileiro. O que vocês acham? Opinem!


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp