11/06/2013 às 09h40min - Atualizada em 11/06/2013 às 09h40min

Na UTI, Netinho volta a consumir picolé

Ainda não há previsão para que o cantor deixe a UTI

TV Maranhense/ Letícya Nascimento

Segundo uma nota divulgada, durante a noite desta segunda-feira (10) no perfil oficial do cantor Netinho no Facebook, a equipe médica que assiste ao cantor no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o liberou para consumir um sorvete de frutas por dia. O alimento é indicado para ajudar a deglutição.

Além disso, o artista já começou um trabalho com fisioterapeutas e, diariamente, será colocado deitado em uma prancha ortostática para ser elevado até ficar em pé. O objetivo do procedimento é ajudar a estimular o tórax e expandir a caixa torácica.

Na última sexta-feira (6) Netinho recebeua visita do colega e também cantor Pedro Leonardo. 

Por enquanto ainda não há previsão para que o paciente deixe a UTI. 

O cantor teve uma piora em seu estado de saúde no final do mês passado, mas vem respondendo bem ao tratamento. Netinho deu entrada na UTI do Hospital Sírio Libanês no último dia 10 de maio, a transferência foi feita depois de ser diagnosticado com nódulos no fígado. Anteriormente, o artista baiano passou vários dias internado no Hospital Aliança, em Salvador.

Leia abaixo a nota na íntegra:

A equipe médica que acompanha Netinho liberou, a partir de hoje, que o cantor consuma um picolé de frutas por dia. O alimento é indicado para estimular a deglutição e o preferido de Netinho é o de limão. Também o cantor já começou um trabalho com fisioterapeutas. Diariamente o cantor será colocado deitado numa prancha ortostática e é elevado até ficar ereto e em pé. Este exercício, que dura cerca de 20 minutos, é para ajudar a estimular o tórax e a expandir a caixa torácica.

Ainda não existe previsão para que o cantor tenha alta da UTI e se mude para a Semi-intensiva, mas Netinho tem apresentado melhora progressiva do quadro neurológico e clínico. O paciente está sendo atendido pelas equipes dos Profs. Drs. Roberto Kalil Filho, Raul Cutait, David Uip, Marcos Stávale e Milberto Scaff, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp