31/07/2014 às 11h42min - Atualizada em 31/07/2014 às 11h42min

Chibana diz que aprendeu com revés de 2013

TV Maranhense - TV Maranhense
TV Band

Um das grandes esperanças do Brasil no Mundial de Judô da Rússia, que começa em agosto, Charles Chibana mostrou que a derrota em casa em 2013 não ficou apenas na lembrança. Para ele, o revés serviu de aprendizado em busca do ouro inédito.

 

Derrotado na semifinal e na disputa do terceiro lugar no Mundial do Rio, Chibana chega ao torneio deste ano renovado. Líder do ranking da categoria até 66kg, ele contou a Elia Jr. noPrimeiro Tempo que tirou lições do ano passado.

 

- É claro que fiquei triste, mas usei como exemplo e experiência. Hoje em dia tento não cometer os mesmos erros, disse o judoca.

 

O brasileiro vem de um bom resultado no Grand Slam de Tyumen, também na Rússia, conquistando a medalha de ouro há pouco mais de duas semanas, o que mostra que Chibana não deve ter problemas para se adaptar a cidade de Chelyabinsk, sede do Mundial.

 

Ele também mostrou bastante otimismo com relação a equipe brasileira, que contará com os principais nomes do judô nacional na busca por medalhas.

 

- Vamos com um time bastante que tem experiência, estamos esperançosos em conquistar medalhas. No dia 13 de agosto iremos para a França passa pro aclimatação, e depois seguimos pra Rússia, afirmou. O Mundial começa no dia 25 e vai até o 31 de agosto.

 

Charles também analisou o atual cenário do judô mundial e destacou o fim da hegemonia do Japão.

 

- O país tem tradição, mas hoje em dia tá equilibrado. Isso se vê pela Olimpíada de Londres, onde não conquistaram tantas medalha. Japão continua sendo forte, mas as outras potências vem crescendo também, concluiu o brasileiro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp