Portal Emaranhense Publicidade 728x90
03/07/2014 às 12h25min - Atualizada em 03/07/2014 às 12h25min

Epidemia de Ebola na Africa Ocidental preocupa

“A epidemia está fora de controle”, afirma o Dr. Bart Janssens

- Redação
Médicos sem Fronteiras

De acordo com a organização dos Médicos sem Fronteiras o vírus Ebola,está disseminando a população nos países da Africa. Pacientes de Ebola foram identificados em mais de 60 localidades diferentes em três países Guiné,Serra Leoa e Libéria , o que dificulta o tratamento das pessoas e a contenção do surto.

 
Atualmente, MSF é a única organização humanitária tratando pacientes afetados pelo vírus, que pode matar até 90% das pessoas infectadas. Desde que o surto teve início em março, MSF assistiu cerca de 470 pacientes; 215 sendo casos confirmados, tratados em centros especializados estruturados na região. No entanto, MSF está enfrentando dificuldades para responder ao grande número de novos casos e localidades afetadas pela doença.
 
“Chegamos ao nosso limite”, afirma Bart Janssens. “Apesar dos recursos humanos e equipamentos já enviados por MSF aos três países afetados, não podemos mais enviar equipes para os novos locais onde a doença surgiu.”
 
A escala da epidemia atual de Ebola é sem precedentes em termos de distribuição geográfica, pessoas infectadas e mortes. Desde o início do surto, somam-se 528 casos e 337 mortes, de acordo com as informações mais recentes divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
 
Esta é a primeira vez que o Ebola surge na região, e as comunidades locais ainda estão muito assustadas com a doença, reagindo com receio diante das atividades realizadas nas instalações de saúde. A falta de entendimento sobre a forma de transmissão da doença ainda faz com que as pessoas continuem comparecendo a funerais onde as medidas de contenção da infecção não estão implementadas.
 
Apesar da presença de algumas organizações que estão trabalhando para conscientizar sobre a doença, as atividades realizadas ainda não resultaram na redução da ansiedade do público acerca do Ebola.
 
Enquanto isso, a sociedade civil e as autoridades políticas e religiosas estão falhando ao não reconhecer a escala da epidemia, e são poucas as pessoas públicas a espalharem mensagens promovendo o combate à doença.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal Emaranhense Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp