12/06/2014 às 09h41min - Atualizada em 12/06/2014 às 09h41min

Operação da Polícia Civil resulta na prisão de pessoas e na apreensão de drogas

Segundo informações policiais, as ordens judiciais foram expedidas pela juíza Jaqueline Rodrigues, da Comarca de São João Batista.

SSP

Uma operação realizada pela Polícia Civil culminou, nesta quarta-feira (11), no cumprimento de seis mandados de busca e apreensão domiciliar e na prisão em flagrante delito de Ailson dos Passos de Sousa, o “Nenca”, 37 anos; Daniele Cristina Silva Diniz, 28 anos; Cristóvão Joaquim, o “Torrado”; Maria de Jesus Mendonça Lindoso, 45 anos, e Dailton Lindoso Costa, 26 anos, suspeitos de traficar drogas nos Povoados Arrebenta e Campina, no município de São João Batista.

Segundo informações policiais, as ordens judiciais foram expedidas pela juíza Jaqueline Rodrigues, da Comarca de São João Batista.

De acordo com o delegado de São João Batista, Luciano Bastos, na residência de Ailson e Daniele, no Povoado Arrebenta, foram apreendidas 300 gramas de crack, 184 cabeças da mesma droga. Ailson já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas e cumpria pena em regime semiaberto pelo mesmo delito na delegacia da cidade.

Conforme explicou o delegado, na casa de Cristóvão, a polícia encontrou um revólver calibre 38, uma espingarda, um revólver de fabricação caseira, munições de calibre 38.

Já na residência de Maria do Carmo, situada no Povoado Arrebenta, os investigadores apreenderam 600 gramas de maconha, a quantia de R$93,00. Segundo a polícia, durante a operação um homem identificado como “Senhor” conseguiu se evadir do local. Ele seria marido de Maria do Carmo. E no imóvel de Dailton, localizado no Povoado Campinas, foram encontradas nove cabeças de crack e a quantia de R$210,00.

Os suspeitos foram encaminhados para a delegacia de São João Batista e foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Eles ficarão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil continuará com as investigações a fim de prender o “Senhor”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp