11/06/2014 às 12h25min - Atualizada em 11/06/2014 às 12h25min

São Domingos do Azeitão divulga resultados de audiências concentradas

Segundo os números divulgados pelo magistrado, estavam marcadas para o período 200 audiências.

CGJ-MA - Assessoria de Comunicação

O Poder Judiciário em São Domingos do Azeitão, a 603km da capital, divulgou os resultados das audiências concentradas, realizadas na comarca durante toda a semana passada. As atividades, que se seguiram de 2 a 6 de junho, foram coordenadas pelo juiz Jorge Antônio Leite, titular da unidade judicial e englobaram processos de natureza de juizado especial e da Justiça comum.

Segundo os números divulgados pelo magistrado, estavam marcadas para o período 200 audiências. Destas, 145 foram realizadas, sendo proferidos 25 despachos e 316 decisões interlocutórias, que são aquelas relacionadas a pedidos intermediários no processo. Nas ações que envolviam cobranças, indenizações e que resultaram em transação penal o valor total arrecadado com as condenações foi de R$ 741.527,83 (setecentos e quarenta e um mil 27 reais e oitenta e três centavos). Ainda durante o trabalho, foram julgados 143 processos com resolução de mérito.

Ele observou que o objetivo dessas atividades foi sentenciar o grande volume de processos que a comarca recebeu no primeiro trimestre de 2014.  “Do total de audiências realizadas, 45 terminaram em acordo. Sobre o trabalho processual, com uma pequena melhora na internet, foi possível distribuir [cadastrar] 450 processos dos 1002 já impetrados somente no ano de 2014, de acordo com dados do ThemisPG [sistema de gerenciamento processual]”, ressaltou Jorge Antônio.

 Cerca de 1000 pessoas participaram das audiências concentradas, incluindo partes, advogados e prepostos. “Podemos e devemos destacar o trabalho dos servidores da comarca durante a realização das audiências concentradas. Foi muito esforço e dedicação de todos aqui, que trabalharam diariamente das 8 e meia da manhã até as oito da noite. É uma equipe que não mede esforços para apresentar à sociedade uma prestação jurisdicional satisfatória”, exaltou o magistrado.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp