01/06/2014 às 21h23min - Atualizada em 01/06/2014 às 21h23min

Mandzukic “fará falta” na abertura, diz Dante

Zagueiro, no entanto, alerta para outros destaques desta seleção croata, como Olic, Rakitic e Perisic

Da AFP esportes@band.com.br

 

Dante joga com Mandzukic no Bayern de Munique / Alexandre Loureiro/VIPCOMM

Dante joga com Mandzukic no Bayern de Munique / Alexandre Loureiro/VIPCOMM

Dante joga com Mandzukic no Bayern de MuniqueAlexandre Loureiro/VIPCOMM

 

"Ele vai fazer falta à Croácia, é um jogador difícil de ser substituído, porque briga bastante, encara forte os marcadores, é um goleador", reconheceu Dante em entrevista coletiva realizada neste domingo, na Granja Comary. Mesmo assim, o zagueiro de 30 anos apontou outros destaques desta seleção croata, sendo que já enfrentou alguns deles na Alemanha.

 

"Acho que os substitutos também terão bastante qualidade, seja Jelavic ou Olic (que atua no Wolfsburg, da Alemanha). A Croácia tem grande jogadores lá na frente, tem Rakitic, Perisic (outro jogador do Wolfsburg). Temos que tomar cuidado com eles", alertou Dante, que deve ser titular no amistoso desta terça-feira contra o Panamá, em Goiânia, por conta da ausência do capitão Thiago Silva, que permanecerá em Teresópolis junto com Paulinho e Fernandinho.

 

Curiosamente, o zagueiro do Bayern não citou o brasileiro naturalizado croata Eduardo Da Silva, um dos mais cotados para substituir Mandzukic no jogo de abertura. Dante, entretanto, explicou que outros jogadores da seleção brasileira já passaram informações sobre os croatas.

 

"Marcelo sempre fala que Modric é um jogador que tem muita qualidade, que sempre faz essas viradas de jogo rápidas. Diz que temos que ter bastante atenção como ele", comentou. "Luiz Gustavo também fala sobre Perisic, que é um jogador muito rápido. Coletamos essas informações para passá-las para Felipão e já ir mentalizando os nossos adversários. Quando um jogador convive com outro no dia a dia, sabe das qualidades e defeitos. Isso também pode fazer diferença no final", completou.

 

O lateral esquerdo Maxwell, que também participou da entrevista coletiva, analisou a seleção croata e os outros adversários do Brasil na primeira fase da competição. "Temos que pensar nos três adversários, primeiro na Croácia, com a pressão da estreia, é uma equipe com muitas qualidades. México e Camarões também são grandes equipes, não podemos menosprezar eles em momento algum", avisou.

 

"Mas talvez o maior adversários sejamos nós mesmos. Depende muito de como a gente entrará em campo, de como a gente vai se comportar. Então, vamos nos doar ao máximo e contar com o apoio da torcida, que será fundamental", resumiu o jogador do Paris Saint-Germain.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp