24/04/2014 às 09h29min - Atualizada em 24/04/2014 às 09h29min

Escolas da rede municipal são aprovadas para programa de cultura do governo federal

A lista divulgada pelo governo federal contempla as Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Justo Jansen, José Cupertino, Rosário Nina, Gomes de Sousa, Evandro Bessa e São Raimundo

Secom/Prefeitura de São Luís

Seis unidades da rede de ensino da Prefeitura de São Luís foram aprovadas na seleção do programa Mais Cultura nas Escolas, de iniciativa dos ministérios da Cultura e da Educação. A lista divulgada pelo governo federal contempla as Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Justo Jansen, José Cupertino, Rosário Nina, Gomes de Sousa, Evandro Bessa e São Raimundo.

Atendendo à diretriz do prefeito Edivaldo Holanda Júnior de proporcionar formação gratuita, integral e de qualidade a todos os estudantes do município, os projetos desenvolvidos nas escolas de São Luís e selecionados pelo governo federal incentivam o aprendizado através de experiências lúdicas, que mesclam o imaginário infanto-juvenil a aspectos da cultura popular.

 “Valorizamos e incentivamos a iniciativa dos gestores, coordenadores pedagógicos e professores que buscam boas parcerias e alternativas à rotina das salas de aula. Especialmente quando conseguimos, através delas, auxiliar no exercício da criatividade e na construção da identidade das crianças e adolescentes”, disse o titular da Secretaria de Educação (Semed), Geraldo Castro.

Cada iniciativa selecionada receberá entre R$ 20 mil e R$ 22 mil para desenvolver as atividades descritas pelo projeto. Os recursos serão repassados diretamente às escolas por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola, do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (PDDE/FNDE). O valor é calculado conforme o número de estudantes matriculados na unidade de ensino. As atividades poderão acontecer dentro ou fora da escola, por pelo menos seis meses, durante o ano letivo.

CORDEL

Autor de três livros de literatura de cordel, o professor Carlos Alberto Scanssette é o coordenador do “Convivência escolar”, um dos projetos aprovados para participar do programa Mais Cultura nas Escolas. A proposta para os alunos da U.E.B. São Raimundo é envolvê-los na produção de um livro de literatura de cordel e organizar um espetáculo teatral de bonecos com o tema da convivência escolar.

 “A aprovação de um projeto como esse resgata a dignidade e a autoestima das nossas crianças e adolescentes. A partir desse projeto, eles serão autores de livros, produtores de peças, atores e sonoplastas. Isso renova o nosso sentimento de que vale a pena continuar investindo na formação dos estudantes”, disse orgulhoso o coordenador Scanssette.

O projeto Baú de Visões, da U.E.B. Rosário Nina, também foi selecionado pelo programa federal. A formação cultural e as manifestações populares do Bairro de Fátima ganharão cor e vida nas exposições artísticas e apresentações teatrais feitas pelos próprios alunos. “No projeto, contaremos com a participação do artista gráfico Jonilson Bruzaca e da jornalista Zina Nicácio. A dança, o bumba-meu-boi, as artes visuais e músicas serão alguns dos temas abordados pelos nossos alunos”, disse a gestora Gilmara Carneiro.

Os projetos inscritos na seleção poderiam dialogar com um ou mais eixos dos nove estabelecidos pelo programa Mais Cultura nas Escolas: Criação, Circulação e Difusão da Produção Artística, Cultura Afro-brasileira, Promoção Cultural e Pedagógicas em Espaços Culturais, Educação Patrimonial, Tradição Oral, Cultura Digital e Comunicação, Educação Musical, Culturas Indígenas e Residências Artísticas para Pesquisa e Experimentação nas Escolas. 

SAIBA MAIS

O programa Mais Cultura nas Escolas pretende potencializar processos de ensino e aprendizado por meio da democratização do acesso à cultura e da integração de práticas criativas e da diversidade cultural brasileira à educação integral. O investimento totaliza R$ 100 milhões apenas na primeira etapa, podendo ser investido na contratação de serviços culturais relacionados às atividades artísticas e pedagógicas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp