14/03/2014 às 09h30min - Atualizada em 14/03/2014 às 09h30min

São Luís ganha corredor exclusivo para ônibus e mais 3 obras do PAC 2

Para execução imediata, foi aprovada obra de melhoria na Avenida dos Holandeses, em São Luís, possibilitando a implementação da 2ª etapa da Avenida Metropolitana

Secom/Prefeitura de São Luís
A governadora Roseana Sarney destacou os benefícios das obras que serão viabilizadas aos maranhenses com o investimento da ordem de R$ 245,08 milhões pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 Mobilidade Urbana, anunciados pela presidente Dilma Rousseff, nesta quinta-feira (13), no Palácio do Planalto, em Brasília.
 
A solenidade no Distrito Federal teve presença do secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Hildo Rocha, responsável pelo gerenciamento do programa no Estado.
 
Para execução imediata, foi aprovada obra de melhoria na Avenida dos Holandeses, em São Luís, possibilitando a implementação da 2ª etapa da Avenida Metropolitana. Só para essa obra serão R$ 182 milhões em investimentos. Além disso, mais de R$ 5 milhões foram liberados para a elaboração dos Projetos Executivos das obras de duplicação de mais um trecho da MA-201 (Estrada de Ribamar) e da Estrada da Mata.
 
 “Estamos felizes. Já iniciamos essa obra e, com esses recursos, daremos continuidade a esse que é o Anel Viário de São Luís. Com a obra, a Avenida dos Holandeses ganhará um corredor exclusivo para ônibus, beneficiando as pessoas que moram mais longe e trabalham no Centro da cidade, além de melhorar o trânsito para todos nós, moradores”, declarou a governadora.
 
Roseana Sarney destacou que a primeira etapa da obra, das proximidades da Vila Funil até a intersecção da Estrada da Raposa com a da Maioba, já está em andamento. Os recursos são do Governo Estadual e a execução é da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra).
 
Já a 2ª fase do trabalho, que será viabilizada pelo PAC, engloba trecho da intersecção das Estradas da Raposa com a da Maioba até a Ponta d’Areia. “As obras no setor resultam em melhorias da qualidade de vida dos maranhenses e se integrarão a outras ações já em andamento na Região Metropolitana de São Luís”, destacou o secretário de Cidades, Hildo Rocha.
 
Contrapartida
 
Até o momento, o Maranhão tem investimentos de R$ 1,03 bilhão para obras de mobilidade urbana do PAC. Do total de R$ 245,08 milhões anunciados nesta quinta (13), R$ 155,08 milhões são do OGU e R$ 90 milhões de financiamento.
 
Do valor global, R$ 187,3 milhões serão destinados às obras do Governo, sendo R$ 97 milhões oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 90 milhões de contrapartida do Estado; além disso, R$ 57,78 milhões vão ser encaminhados à Prefeitura de São Luís.
 
Na solenidade, Dilma Rousseff ressaltou: “Consideramos que era fundamental o governo federal participar ativamente dessas obras. Aí começamos a parceria e estabelecemos um critério para que a gente pudesse fazer a seleção: as obras deviam resultar na ampliação de uma rede de transporte coletivo de alta capacidade. Portanto, são obras que propiciam segurança com rapidez e que buscam a integração dos diferentes modais”.
 
Além do Maranhão, foram beneficiados com os investimentos do PAC 2 Mobilidade Urbana os estados de Goiás, Rio Grande do Norte, Paraíba, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal. Ao todo, são R$ 3,8 bilhões para obras no setor, sendo R$ 2,27 do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 1,58 bilhão de financiamento.
 
Mais obras
 
Na área da mobilidade urbana, o Governo do Estado desenvolverá também outros projetos. É o caso do Projeto ProTransporte, com financiamento da Caixa Econômica e que inclui a pavimentação e requalificação de vias urbanas em 42 municípios. O investimento é da ordem de R$ 220 milhões e a execução será da Secretaria de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).
 
Há, também, o Projeto de Reurbanização da Área da Ilhinha, em São Luís, com recursos de R$ 70 milhões e que será lançado na próxima semana pela Secid. A ação engloba a transferência dos moradores de palafitas da área para apartamentos que serão construídos em terreno naquelas proximidades. Além disso, o espaço será urbanizado com a construção de três grandes praças.
 
Outro grande projeto é o Anel da Soja, cuja obra está em andamento na Região Sul do Maranhão. São sete trechos e mais de 600 km de estrada asfaltada, num investimento é superior a R$ 765 milhões, com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
 
Essa é a maior obra pública do sul do estado, beneficiando produtores de grãos e moradores dos municípios de Balsas, Riachão, Carolina, Tasso Fragoso e Alto Parnaíba.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp