25/02/2014 às 09h51min - Atualizada em 25/02/2014 às 09h51min

Polícia Civil prende envolvido em assalto ao Banco do Bradesco do Maiobão

Ele foi detido no fim de semana, em um galpão abandonado, localizado na Avenida José Ribamar Oliveira, no Bairro da Janaina

SSP

Investigadores do Departamento de Combate a Roubos a Instituições Financeiras (Dcrif), da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) efetuaram a prisão de Vanderluz Gomes da Silva, 33 anos, conhecido como “Martelo”, natural de Aruanã (GO). Ele é apontado como um dos envolvidos no assalto ao Banco do Bradesco do Maiobão, ocorrido na quarta-feira (19).

Ele foi detido no fim de semana, em um galpão abandonado, localizado na Avenida José Ribamar Oliveira, no Bairro da Janaina.

No local, os policiais apreenderam o revólver calibre 38, roubado do vigilante da agência do Bradesco, além da quantia aproximada de R$ 40 mil. Duas adolescentes, uma de 14 e outra de 16 anos, também estavam no local.

De acordo com informações repassadas pelo delegado Luís Jorge Matos, as duas meninas chegaram até o local na tarde da sexta (21). Elas vieram do Estado do Tocantins. As duas foram entregues ao Conselho Tutelar.

Vanderluz chegou a São Luís no dia 14 de fevereiro e ficou abrigado no galpão abandonado, onde foi preso. Ele e um comparsa roubaram cerca de R$ 200 mil da agência do Bradesco. Os dois utilizaram uma motocicleta Titan de cor vermelha.

Depois de roubarem o banco, segundo Vanderluz, o comparsa, que ainda está foragido, teria lhe deixado no galpão e lhe entregue uma parte da quantia que havia sido roubada.

Ele disse à polícia que não soube precisar o valor que recebeu, mas que já tinha feito quatro depósitos para familiares.

Vanderluz e o comparsa teriam se conhecido em 2009, quando os dois estavam custodiados na cidade de Palmas, pelo crime de roubo.

Vanderluz foi conduzido à Seic, onde foi autuado em flagrante delito pelos crimes de Roubo Majorado e Corrupção de Menor. O procedimento foi lavrado pelo delegado Luís Jorge Matos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp