19/02/2014 às 10h42min - Atualizada em 19/02/2014 às 10h42min

Programa Alfa e Beto alfabetizou 93 mil alunos no Maranhão

A abertura do evento aconteceu nesta terça-feira (18) com a presença do secretário Pedro Fernandes. A formação segue até a próxima sexta-feira (21)

Seduc

Durante esta semana os coordenadores dos municípios que aderiram pela primeira vez ao programa Alfa e Beto, junto com os coordenadores substitutos que ainda não foram capacitados e os coordenadores dos municípios que implantarão o programa no 2º ano do ensino fundamental estão participando no Hotel Abbeville (São Francisco), em São Luís, de capacitação promovida pela Seduc.

A abertura do evento aconteceu nesta terça-feira (18) com a presença do secretário Pedro Fernandes. A formação segue até a próxima sexta-feira (21).

Pelo menos 93 mil alunos das redes públicas estadual e municipais foram alfabetizados através do programa Alfa e Beto, em todo o Maranhão, segundo dados da Supervisão de Programas Especiais (Suproes) da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Resultado da parceria entre o Governo do Estado e o Instituto Alfa e Beto (IAB), o programa utiliza o método fônico e tem como público alvo crianças com seis anos de idade, matriculadas no 1º ano do ensino fundamental.

O secretário destacou o trabalho que o governo vem realizando para assegurar alfabetização de crianças de até oito anos de idade. "O Governo do Estado tem trabalhado em ações em conjunto com o Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), política nacional que garante o direito de acesso a educação, assegurado na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases (LDB); o  IAB e o Instituto Ayrton Senna, para avançarmos no ensino público do Maranhão", frisou Pedro Fernandes.

Para a supervisora de programas especiais Ana Karolina Salomão, o apoio e o monitoramento da Seduc são fundamentais para o sucesso do programa. "O apoio que a Seduc tem dado aos municípios no sentido de capacitar coordenadores e acompanhar o município no alcance das metas tem garantido o sucesso do programa", enfatizou.

Karolina Salomão explicou ainda que os alunos que concluíram o ano letivo e não conseguiram ler e escrever com as habilidades determinadas pela Seduc e pelo IAB recebem acompanhamento especial e material didático específico para reforçar o processo de leitura e escrita.

Dentre os conteúdos abordados na capacitação do Alfa e Beto, estão a visão geral do programa; demonstração do uso do livro gigante; leitura e compreensão e leitura livre; leitura decodificação; consciência fonêmica; fluência em leitura; escrita e caligrafia; ortografia; sintaxe; redação; ciências e matemática, entre outros.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp