18/02/2014 às 10h03min - Atualizada em 18/02/2014 às 10h03min

Polícia Civil investiga atentado em hospital municipal de Açailândia

Segundo os primeiros levantamentos, quatro homens armados entraram no local e balearam um paciente.

SSP
A Polícia Civil de Açailândia já deu início aos procedimentos policiais para identificar os envolvidos em uma invasão ocorrida na madrugada desta segunda-feira (17), ao hospital municipal da cidade. Segundo os primeiros levantamentos, quatro homens armados entraram no local e balearam um paciente.
 
De acordo com informações do delegado José Rocha, que está à frente do caso, a ação ocorreu por volta das 3h da manhã.
 
As investigações apontaram que quatro homens, todos encapuzados, entraram na unidade médica e saíram a procura de um homem identificado apenas como “Zequinha”. Durante a busca no local, eles confundiram e acabaram baleando um senhor de nome Valter Lima da Silva com três tiros, sendo um na cabeça, e outros dois no pé e no tórax.
 
O paciente procurado pelos criminosos, segundo o delegado, havia recebido alta no dia anterior. Em levantamentos preliminares, a polícia descobriu que Zequinha deu entrada no Hospital de Açailândia vítima de um tiro de arma de fogo. “Segundo o que apuramos, ele teve uma desavença na cidade de Bom Jardim, com um indivíduo que atende pelo nome de Nanau. Eles travaram uma luta em posse de uma faca e o Nanau acabou vindo a óbito”, contou o delegado José Rocha.
 
A Polícia acredita que o atentado ocorrido no hospital esteja ligado a acerto de contas. “Acreditamos nessa hipótese, mas as investigações irão confirmar ou apontar outra linha de investigação”, reforçou o delegado.
 
Ainda segundo o delegado, testemunhas não souberam relatar se os elementos fugiram em veículos ou motocicletas. No hospital não há câmeras de segurança e nem havia vigilantes no momento da invasão.
 
Segundo o delegado José Rocha, a direção do Hospital informou que Valter Lima, encontra-se internado e está fora de risco de morte.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp