11/02/2014 às 12h45min - Atualizada em 11/02/2014 às 12h45min

Cinegrafistas fazem homenagem a Santiago

Os profissionais deixaram as câmeras no chão e fizeram um minuto de silêncio pela morte do colega de profissão

Redação Rio - siterio@band.com.br
Band
Na manhã desta terça-feira, cinegrafistas e fotógrafos fizeram mais uma homenagem a Santiago Andrade, morto após ser atingido por um rojão disparado durante uma manifestação no Rio de Janeiro. 
 
Em frente ao 17ª DP (São Cristóvão), os profissionais deixaram as câmeras no chão e fizeram um minuto de silêncio em respeito ao falecimento do colega. 
 
Na terça-feira, uma homenagem semelhante foi feita no centro do Rio em memória a Santiago.
 Investigação
 
A polícia faz buscas ao suspeito que acendeu e atirou o rojão que atingiu o cinegrafista da Band. 
 
Na segunda-feira, a Justiça do Rio aceitou o pedido de prisão temporária do suspeito, identificado, por meio de foto, por Fábio Raposo, que está preso. Os dois serão indiciados por homicídio doloso qualificado (quando há intenção de matar).
 

 

Santiago Andrade
Carioca de 49 anos, nascido no dia 5 de setembro, Santiago Andrade se destacou no jornalismo falando justamente sobre as dificuldades enfrentadas pelos passageiros do transporte público do Rio de Janeiro.
 
Junto com o repórter Alexandre Tortoriello, ganhou duas vezes, em 2010 e em 2012, o Prêmio Mobilidade Urbana.
 
Participou de coberturas de tragédias, eventos esportivos, a guerra contra o tráfico de drogas nos morros cariocas.
 
Em 2013, fez o curso de jornalistas em áreas de conflito, onde recebeu um treinamento para enfrentar situações como a da última quinta-feira.
 
 Mitre: "vândalos se aproveitam da manifestação para cometer crimes"

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp