06/12/2013 às 10h08min - Atualizada em 06/12/2013 às 10h08min

Estudantes e Reitoria da UFMA entram em acordo em reunião realizada nesta quinta (5)

Por meio do MPF os estudantes e a reitoria selaram um acordo, onde a universidade se comprometeu a atender às reivindicações dos universitários e a entregar a casa estudantil no prédio já construído

Da Redação
TV Maranhense

Na tarde desta quinta-feira (5), o Ministério Público Federal do Maranhão realizou um encontro com representantes da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e estudantes para discutirem sobre a situação das residências estudantis.

 

Por meio do MPF os estudantes e a reitoria selaram um acordo, onde a universidade  se comprometeu a atender às reivindicações dos universitários e a entregar a casa estudantil no prédio já construído dentro do campus para esta finalidade, caso haja manifestações favoráveis do Ministério da Educação (MEC) e da AGU e viabilidade financeira. Com o acordo ser firmado, os estudantes concordaram em acabar com as manifestações.

 

 

Outra inovação feita durante a reunião foi também a implementação de um sistema de inscrição para moradia estudantil, com inscrições abertas durante todo o ano e, também, a manter os serviços de conservação do local, em caráter permanente.

 

 

O passo seguinte será a manifestação do Ministério da Educação (MEC) e da Procuradoria da UFMA sobre a viabilidade da ocupação do prédio do campus, e a realização de uma vistoria com a participação dos estudantes interessados e de engenheiro civil, a fim de apresentar os custos necessários à adaptação do imóvel para moradia.

Representantes do DCE/UFMA e das moradias estudantis estiveram presentes na reunião, assim como o procurador da República Alexandre Soares, o reitor da UFMA, Natalino Salgado, o defensor público federal, Yuri Costa, o deputado Birá do Pindaré, da comissão de direitos humanos da Assembléia Legislativa do Maranhão, os procuradores da UFMA Felipe Camarão e José Rinaldo Maya, e o representante da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rafael Silva.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp