Portal Emaranhense Publicidade 728x90
10/05/2024 às 15h55min - Atualizada em 10/05/2024 às 15h55min

Fátima Araújo propõe Política Educativa para prevenir jogos eletrônicos que induzam ao suicídio

A vereadora ressalta que a medida protegerá a saúde mental dos jovens

Da Redação
(Foto: Fabrício Cunha)
Com o objetivo de estimular mecanismos de apoio à saúde mental juvenil, a vereadora Fátima Araújo propôs o projeto de lei nº0055/2024, que institui a Política Educativa de Sensibilização e Valorização da Vida. O programa visa prevenir e combater jogos eletrônicos e virtuais que induzam, instiguem ou auxiliem crianças, adolescentes e jovens à automutilação e ao suicídio.

O objetivo principal da nova lei é combater a propagação de jogos que induzem à violência e a práticas autolesivas, conscientizando os educandos sobre o valor da vida. Além disso, o programa busca envolver docentes e equipes pedagógicas, disseminar informações sobre os perigos das mídias sociais e orientar pais, familiares e responsáveis sobre a importância de observar mudanças de comportamento.

Fátima Araújo destaca que a aprovação dessa lei representa um avanço significativo na proteção da saúde mental dos jovens, visando promover ambientes educativos saudáveis e seguros. 

“Com a implementação dessa política, São Luís demonstra seu compromisso com a proteção da vida e a promoção da saúde mental dos jovens, estabelecendo medidas concretas para combater um problema cada vez mais presente na sociedade contemporânea”, destaca a parlamentar.

Para alcançar esses objetivos, serão desenvolvidas campanhas e outras ações nas unidades de ensino, públicas e particulares, com a participação da comunidade escolar e dos pais e/ou responsáveis. Serão utilizados recursos como seminários, palestras, oficinas, brochuras, vídeos, rodas de conversa, assistência psicológica e social.

A lei também prevê a inclusão de um dia por mês no calendário letivo para realização do Programa Educativo de Sensibilização e Valorização da Vida, sem prejuízo das atividades regulares, com o objetivo de prevenir o uso de mídias sociais e jogos eletrônicos que induzam crianças e adolescentes à violência, à automutilação e ao suicídio.

O projeto foi encaminhado às comissões de Comissões de Justiça e Assistência Social e segue em tramitação.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal Emaranhense Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp