Portal Emaranhense Publicidade 728x90
26/01/2024 às 09h58min - Atualizada em 26/01/2024 às 09h58min

SES confirma início da vacinação contra dengue em cinco municípios maranhenses

Brasil, pioneiro mundial, incorpora imunização no SUS; Campanha prevista para fevereiro atingirá São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara. Secretaria de Saúde intensifica ações de combate ao Aedes aegypti para conter arboviroses.

Da Redação
SES
A campanha está prevista para começar a partir de fevereiro (Foto: Gilson Ferreira).
O Ministério da Saúde anunciou a inclusão da vacina contra a dengue no Sistema Único de Saúde (SUS), marcando o início da campanha de imunização prevista para fevereiro. O Brasil se destaca como o primeiro país a oferecer a vacina de forma universal no sistema público. No Maranhão, os cinco primeiros municípios a receber as doses são São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara.

O secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, participa das reuniões de planejamento e estratégias para a distribuição da vacina no estado. A imunização será destinada a crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, com um esquema vacinal composto por duas doses, com intervalo de três meses entre elas.

De acordo com critérios estabelecidos em acordo com estados e municípios, as vacinas, em 2024, serão direcionadas a regiões de saúde com municípios de grande porte, alta transmissão nos últimos dez anos e população residente igual ou superior a 100 mil habitantes. A Secretaria de Saúde do Estado acompanha a definição da quantidade de vacinas a serem destinadas ao Maranhão.

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina será aplicada em 521 municípios considerados endêmicos para a dengue. A organização do processo contou com a colaboração do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), seguindo diretrizes da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI) e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Enfrentamento das arboviroses

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está atenta ao cenário epidemiológico das arboviroses no estado, especialmente com o início do período chuvoso e das altas temperaturas. Com o objetivo de conter a propagação de casos de dengue, chikungunya e zika vírus, transmitidas pelo Aedes aegypti, a SES reforça as ações de combate aos criadouros do mosquito como principal forma de prevenção dessas doenças.

O secretário de Estado da Saúde, Tiago Fernandes, destaca que o estado está realizando ações de campo, monitoramento de vírus circulantes, capacitações com municípios sobre planejamento de ações de campo e manejo clínico. Além disso, são disponibilizados insumos para controle vetorial, incluindo UBV quando necessário, e orientações sobre a prevenção das doenças.

Os dados epidemiológicos reforçam a necessidade de ações para eliminar os focos do Aedes aegypti, inclusive na rotina da população. Barris, tonéis, caixas d´água, pneus, entre outros recipientes, são as principais fontes de criadouros, e todo local com água parada representa um potencial foco do mosquito.

Medidas simples e eficazes, como manter bem tampados tonéis, caixas e barris de água, trocar a água dos vasos de planta semanalmente e manter garrafas de vidro e latas de boca para baixo, podem contribuir significativamente na prevenção dessas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. A população é incentivada a colaborar com as ações de combate ao mosquito, essenciais para manter a saúde coletiva.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal Emaranhense Publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp