11/03/2019 às 10h38min - Atualizada em 11/03/2019 às 10h38min

Os casos envolvendo violência contra a mulher já alcançaram a marca de 17 mil, só nos primeiros meses do ano de 2019.

Os casos envolvendo violência contra a mulher já alcançaram a marca de mais de 17 mil, somente nos meses de janeiro e fevereiro deste ano. O ligue 180 é a central que recebe denúncias de violações contra os direitos das mulheres.

Segundo o ministério da mulher, da família e dos direitos humanos, o número é 36,85%, superior ao constatado no ano passado. Os episódios envolvem cárcere privado, feminicídio, trabalho escravo, tráfico de mulheres e violências física, moral, obstétrica e sexual. De acordo com a pasta, os estados que apresentaram maior incidência de casos foram: Rio de Janeiro (3.543), São Paulo (3.263), Minas Gerais (2.122), Bahia (1.232) e Rio Grande do Sul (1.033). Vale lembrar que o ligue 180 é gratuito, funciona 24 horas por dia e todos os dias da semana.

Depois do balanço, a ministra Damares Alves, lançou a campanha "Salve uma Mulher". Segundo ela, o intuito é incentivar os profissionais da beleza, como cabeleireiros, manicures e maquiadores, a ficarem atentos aos sinais de violência física e psicológica contra mulheres para ajuda-las a saírem de relacionamentos violentos, fazendo denúncias.

Damares Alves disse, ainda, que o governo deverá ir até as escolas conversar com as crianças para ensinar os meninos a amarem as meninas.Também na última sexta-feira (8), o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, junto com a ministra, assinaram um acordo de cooperação técnica para combater a violência doméstica no Brasil. De acordo com Moro, a ideia é “incrementar” a utilização de tornozeleiras eletrônicas e de outros tipos de dispositivo, como o chamado botão de pânico que, ao ser acionado, envia uma mensagem com a localização da pessoa para agentes de segurança.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp