07/02/2019 às 10h27min - Atualizada em 07/02/2019 às 10h27min

Assassinos de delegado federal são condenados pela Justiça

- Redação

O Juiz Federal da 2ª Vara Criminal da Justiça Federal, Magno Linhares, condenou Davi Costa Martins a 32 anos e seis meses de prisão, em regime fechado, e Wanderson de Morais Baldez por 31 anos e dez meses de prisão, pelo assassinato do delegado da Polícia Federal Davi Farias de Aragão, ocorrido em maio de 2018.

Os dois assassinos já estavam presos pelo crime. Ambos estão no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O terceiro participante do crime foi um adolescente de 17 anos, que por força de lei não é submetido aos mesmos procedimentos dos comparsas.

Segundo a investigação policial, Davi, Wanderson e o adolescente invadiram o imóvel para assaltar, mas ao reagir e tentar impedi-los de entrar em uma parte da casa onde estavam crianças, o delegado foi morto. A vítima ainda chegou a lutar com um dos assaltantes, foi atingido por três disparos de arma de fogo e golpes de facada. A vítima estava com amigos e parentes em uma comemoração quando o crime aconteceu.

Davi Aragão era chefe da Delegacia de Repressão aos Crimes Fazendários do Maranhão e há mais de 12 anos trabalhava na Polícia Federal.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
ss