11/04/2018 às 08h40min - Atualizada em 11/04/2018 às 08h40min

Ministro do STF aceita suspender ação sobre prisão em segunda instância

Julgamento era aposta dos defensores e aliados do ex-presidente Lula para reverter a execução da pena de prisão

- Redação | com Band.com.br

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou pedido dos novos advogados do Partido Ecológico Nacional (PEN) para adiar, por cinco dias, o julgamento que poderia ocorrer nesta quarta-feira (11) que pretende rediscutir o entendimento da corte sobre a execução da pena após condenações em segunda instância.

Em decisão tomada na noite desta terça-feira (10), Marco Aurélio armou que o acolhimento do pleito revelava-se "medida adequada e razoável" após ter havido um pedido dos novos defensores do partido de prazo para analisar o processo

"Considerada a notícia veiculada pelo requerente no sentido da substituição da representação processual, mediante a apresentação de instrumento de procuração, e presente a formalização de pedido certo e determinado, o acolhimento do que requerido revela-se medida adequada e razoável", disse. "Defiro o pedido de suspensão do processo, no estágio em que se encontra, pelo prazo assinalado", emendou Marco Aurélio.

A eventual possibilidade de revisão da prisão em segunda instância pelo Supremo era vista como a principal aposta dos defensores e aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para reverter a execução da pena de prisão a que o petista cumpre desde sábado após a condenação no processo do tríplex do Guarujá (SP).

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
ss