31/01/2018 às 09h32min - Atualizada em 31/01/2018 às 09h32min

Polícia cumpre mandado de prisão contra vaqueiro do ex-prefeito Nenzim

- Redação

Nesta terça-feira (30), a Polícia Civil deu cumprimento a um mandado de prisão temporária em desfavor de Luzivan Rodrigues da Conceição Nunes, conhecido como “Luizão”. O acusado era vaqueiro do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, conhecido como Nenzim.

De acordo com a polícia, Luzivan Rodrigues chegou a ser preso no dia 6 de dezembro do ano passado, mas entrou em liberdade dias depois, por falta de elementos que ligassem ele ao crime. Novas provas que surgiram durante investigações complementares no caso, apontam que o suspeito mentiu para a polícia, quando disse que não esteve em Barra do Corda na manhã do assassinato do ex-prefeito.

Segundo testemunhas ouvidas nas investigações complementares, Luizão não só esteve na cidade momentos antes do crime, como também foi visto conversando com Mariano Júnior, o filho de Nenzim.

Com as novas informações, a polícia acredita na hipótese de que o vaqueiro tenha agido em coautoria com Mariano Filho, no assassinato do ex-prefeito. Agora a polícia trabalha na busca de novos elementos que revelem a participação do vaqueiro junto a Mariano Júnior.

A polícia aguarda agora, a conclusão dos últimos laudos periciais e ouvir outras testemunhas para poder a reconstituição do crime, além do fechamento do inquérito policial referente ao caso.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
ss