24/01/2018 às 13h35min - Atualizada em 24/01/2018 às 13h35min

Ministério da Saúde reconhece farmacêuticos como profissionais da saúde

- Redação | com informações da Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (24), duas medidas que visam melhorar a qualidade e o acompanhamento dos serviços farmacêuticos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A primeira é a inclusão do profissional farmacêutico no código de identificação do SUS, reconhecendo-os como profissionais da saúde. Com isso, os farmacêuticos terão melhores condições para acompanhar os tratamentos oferecidos pelo sistema, de forma a checar se a dosagem dos medicamentos está correta e se os resultados estão dentro do esperado.

A outra medida, anunciada durante a reunião plenária do Conselho Federal de Farmácia, foi o lançamento do projeto-piloto do Programa de Cuidados Farmacêuticos, que beneficiará pacientes portadores de hepatite e artrite reumatoide, com orientações e acompanhamento sobre o uso consciente de medicamentos. A expectativa é que além de se evitar os riscos de falhas no tratamento por conta do uso inadequado de medicamentos, o governo consiga economizar nos gastos com ações voltadas à saúde.

Sobre a incorporação dos farmacêuticos no código de identificação do SUS, o ministro Ricardo Barros, disse que a medida foi adotada porque, como não havia um código específico, o sistema não tinha como avaliar e quantificar, no seu âmbito, a produção e a atuação dos farmacêuticos.

Segundo o presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge da Silva, a medida é uma “reivindicação antiga” dos farmacêuticos, que terá agora grande alcance social, além de ser um grande ganho para a atividade farmacêutica do país.

Apesar de não saber precisar o número de farmacêuticos que atuam no SUS, Jorge da Silva disse, que há, um “bom número” de profissionais disponíveis para exercer a atividade. Entre as atribuições específicas do profissional, estão a dispensação de medicamentos, o acompanhamento fármaco-terapêutico, a conciliação medicamentosa, e o rastreamento em saúde.

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
ss