20/12/2017 às 09h32min - Atualizada em 20/12/2017 às 09h32min

Justiça nega pedido de Habeas Corpus a Lúcio André Genésio

- Redação

O pedido de habeas corpus feito pela defesa do agressor e até então foragido, Lúcio André Genésio, foi negado mais uma vez pelo Tribunal Justiça do Maranhão, nesta terça-feira (19).

Lúcio André Genésio chegou a ser preso por agredir a companheira, Ludmilla Rosa Ribeiro, mas, foi liberado após o pagamento de fiança. Contra ele já existem dois pedidos de prisão. O primeiro do juiz Clésio Coelho Cunha, no dia 12 de novembro, que responde pela 3ª Vara Criminal de São Luís, e o segundo pelo magistrado Lucio Fernandes Soares, titular da 2ª Vara da Comarca de Pinheiro. O agressor segue foragido desde o dia 12 de novembro.

Ludmilla Rosa tem utilizado as redes sociais para cobrar das autoridades a prisão de seu agressor. Em um de seus desabafos, Ludmila, questiona se o fato do seu agressor ter poder e dinheiro seria relevantes para que ele não tivesse ainda sido preso. 

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br

Link
Notícias Relacionadas »
ss