06/07/2017 às 09h40min - Atualizada em 06/07/2017 às 09h40min

Tiririca é acusado de assédio sexual por empregada.

Deputado nega e diz que a acusação é uma tentativa de extorsão

Informações | noticias@band.com.br

Uma ex-funcionária doméstica do deputado federal Tiririca (PR-SP) está acusando o político de assédio sexual. Em março, Maria Lúcia Gonçalves Freitas de Lima prestou queixa na 10ª Delegacia de Polícia do Distrito Federal, alegando ter sido assediada.

O deputado, porém, nega e diz que a acusação é uma tentativa de extorsão contra sua mulher, Nana Magalhães. Em maio, Nana abriu um boletim de ocorrência na mesma delegacia, em que alegou ter sido ameaçada.

De acordo com a assessoria de imprensa de Tiririca, "as ameaças incluíam um pedido de dinheiro em troca da desistência da ação de assédio sexual".

Como se trata de prerrogativa de foro privilegiado, as acusações foram encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal (STF). A petição foi protocolada no dia 28 de junho, foi passada aos cuidados do ministro Celso de Mello e, nesta quarta-feira (5) foi encaminhada à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Saiba mais desta e de outras notícias em emaranhense.com.br ou acesse nosso facebookVocê pode enviar a sua denúncia para nosso e-mail jornalismo@emaranhense.com.br e também para nosso whatsapp -(98)98739-7762.

Link
Comentários »
Notícias Relacionadas »
ss