12/06/2014 às 10h24min - Atualizada em 12/06/2014 às 10h24min

Brasileiros devem gastar R$ 8,9 bilhões em todo o Brasil com Dia dos Namorados​

Em média, o comércio prevê crescimento de 5,7% no faturamento na comparação com o mesmo período do ano passado

Sérgio Vieira

Se depender da expectativa dos empresários, os estabelecimentos do estado do Rio de Janeiro esperam alta nas vendas no Dia dos Namorados – com comemorações associadas ou não à Copa do Mundo. Em média, o comércio prevê crescimento de 5,7% no faturamento na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo pesquisa Fecomércio RJ/Instituto GPP realizada entre os dias 20 e 27 de maio em 21 municípios fluminenses. 

Segundo o levantamento, o Dia dos Namorados movimentará 41,0% dos estabelecimentos do estado neste ano. A previsão da Fecomércio RJ é de que o valor movimentado pela data gire em torno de R$ 8,9 bilhões no país.

Entre os estabelecimentos influenciados pela comemoração, 48,5% afirmam que o faturamento neste ano irá subir em relação a 2013, seguidos por 27,9% que apostam na estabilidade e 23% que esperam recuo na receita. A opção por realizar promoções específicas foi citada por 40,9% dos entrevistados como forma de atrair os apaixonados.

 Quando se olha todo o país, pelos cálculos da Fecomércio RJ, a estimativa é de que 45 milhões de brasileiros vão presentear ou fazer algum tipo de comemoração neste Dia dos Namorados. De acordo com outra pesquisa, esta de abrangência nacional – Fecomércio RJ/Ipsos -, os consumidores estão mais dispostos a colocar a mão no bolso para presentear a pessoa amada às vésperas da Copa do Mundo na comparação com 2013. Entre a população, 32,9% pretendem comemorar a data neste ano, ante 27,8% no ano passado. 

O gasto médio do brasileiro, por sua vez, passou de R$ 186,42 em 2013 – valor atualizado – para R$ 199,65neste ano. Vale lembrar que o gasto total não se refere a apenas um presente, já que existe a possibilidade de aquisição de mais de um produto ou de uma comemoração especial, como jantar.

A diferença real entre 2014 contra 2013, já descontada inflação, é de 7,1%. Entre as opções de presentes, as roupas seguem, tradicionalmente, no topo do ranking: 28,6% dos namorados que pretendem presentear ou fazer alguma comemoração especial vão dar algum item do vestuário ao parceiro (a), seguido por perfumes e cosméticos (21,9%) e flores (9,4%).

A pesquisa Fecomércio RJ/Ipsos foi realizada entre os dias 17 e 31 de maio, possui abrangência nacional e contou com a opinião de 1.000 consumidores em 70 municípios. 

Link
Notícias Relacionadas »
ss