23/04/2014 às 10h03min - Atualizada em 23/04/2014 às 10h03min

Emem comemora Dia Nacional do Choro na AABB

A programação é uma confraternização que existe há mais de 10 anos e pela acontece terceira vez em São Luís

Secma

As comemorações pelo Dia Nacional do Choro (23 de abril), gênero musical genuinamente brasileiro, acontece às 19h de quarta-feira, no Salão de Eventos da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no Calhau, em show promovido pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio da Escola de Música “Lilah Lisboa de Araújo” (Emem), com a participação do Grupo Instrumental Pixinguinha e outros grupos de Choro, numa homenagem ao violinista João Pedro Borges - Sinhô.

A programação é uma confraternização que existe há mais de 10 anos e pela acontece terceira vez em São Luís.

A data comemorativa foi criada a partir do dia aniversário de nascimento do mestre Pixinguinha, 23 de abril, o Pai do Choro, considerado um dos maiores compositores da música popular brasileira, contribuindo para que o choro encontrasse uma forma musical definitiva.

O anfitrião do encontro, o grupo Instrumental Pixinguinha, fará a abertura da noite. O grupo atua há mais de duas décadas em espaços artísticos de São Luís, no interior e em outros estados, sempre buscando difundir esse que é um gênero de raiz nacional.

Também estão confirmadas apresentação outros grupos de choro da capital para homenagear o violinista João Pedro Borges.

Conhecido nacionalmente, Sinhô, participou de diversas séries de concertos como: Rede Nacional de Música, Circuito Sul América, Bienal de Música Brasileira Contemporânea, Série Bach-Barrocos, semanas e festivais Villa-Lobos.  Atualmente é diretor da Escola de Música do Município e professor violinista da Emem.

O tradicional encontro contará com um repertório de clássicos de grandes nomes do choro como Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Garoto, Villa Lobos, Altamiro Carrilho, Zequinha de Abreu, Waldir Teixeira, entre outros gênios brasileiros.

A reunião que já faz parte do cenário nacional serve para divulgar e difundir ainda mais o choro, incrementando a nossa cultura e despertando o interesse dos jovens, alunos da Emem e o público em geral, para o aprendizado de instrumentos característicos tais como a flauta transversal, bandolim, cavaquinho, violão de sete cordas e percussão, presentes na composição do choro, assim como a preservação do gênero musical, informa Raimundo Luis, diretor da Emem.

A programação do Dia Nacional do Choro tem entrada franca e os grupos que desejarem participar podem entrar em contato com a organização do evento para agendamento pelo telefone 3218-9940.

 

Link
Comentários »
Notícias Relacionadas »
ss