10/04/2014 às 12h10min - Atualizada em 10/04/2014 às 12h10min

Governadora lamenta morte do coreógrafo Antônio Gaspar

O coreógrafo morreu ontem (9), em casa no São Francisco, aos 57 anos, vítima de um ataque fulminante

TV Maranhense, com informações da Secom

A governadora Roseana Sarney ficou bastante consternada com a morte do bailarino e coreógrafo Antonio Gaspar, um dos maiores nomes da dança do Maranhão em todos os tempos, tendo integrado o Ballet do Teatro Municipal do Rio de Janeiro. O bailarino morreu nesta quarta-feira (9), em São Luís.

“O Maranhão e o Brasil perdem um grande artista, que dedicou sua vida para levar ao público, com leveza e perfeição, os movimentos da dança”, declarou a governadora.

Roseana Sarney destacou que, mesmo tendo vivido por mais de 30 anos no Rio de Janeiro, Gaspar sempre esteve devotado às produções no Maranhão. Também ressaltou o trabalho realizado por ele nos cerca de 10 anos em que foi coreógrafo do corpo de baile do Teatro Arthur Azevedo.

“Gaspar vivenciou a maior obra de restauração já feita no Teatro Arthur Azevedo, que revitalizou a casa de espetáculos no final da década de 1990. Ao lado de Fernando Bicudo, participou da montagem de espetáculos memoráveis, como ‘O sonho de Catirina’, ‘Catirina’ e ‘O escravo’, de Carlos Gomes”, declarou a governadora Roseana, assinalando que Gaspar também compartilhou suas experiências como palestrante na Semana Maranhense de Dança, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma).

Link
Notícias Relacionadas »
ss