08/01/2014 às 13h29min - Atualizada em 08/01/2014 às 13h29min

Vídeo mostra que Schumacher não socorreu ninguém

Os investigadores se basearam em um vídeo feito por uma câmera que estava acoplada ao capacete do alemão

Da Redação, com Ansa e AFP - esporte@band.com.br

Band

As autoridades envolvidas na investigação do acidente do ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher negaram, nesta quarta-feira, que o alemão teria se acidentado ao tentar socorrer uma pessoa na estação de esqui de Meribel, na França.

 

Os investigadores se baseiam em um vídeo feito por uma câmera que estava acoplada ao capacete de Schumacher no momento do acidente. "O vídeo tem apenas dois minutos e não se vê Schumacher socorrendo ninguém", declarou o procurador de Albertville, Patrick Quincy, em uma coletiva de imprensa.

 

A investigação também descartou, que os esquis tenham provocado o acidente e garantiu que a estação de Méribel respeitou as normas de marcação de pistas.

 

Os esquis utilizados por Schumacher "não são a causa do acidente", declarou Stéphane Bozon, comandante da unidade da gendarmaria francesa a cargo da investigação. O estado dos esquis e a marcação das pistas são essenciais para estabelecer eventuais responsabilidades no acidente.

 

Logo após o acidente, ocorrido no último dia 29, surgiram especulações de que Schumacher teria saído da pista de esqui para socorrer uma pessoa. O procurador, porém, garantiu que o alemão foi para a zona entre as pistas por "escolha própria". Ele também comentou que Schumacher era um esquiador "esperto, que conhecia as pistas de Meribel, onde já tinha esquiado outras vezes". "Schumacher não cometeu nenhuma imprudência antes do acidente", garantiu. 

 

As imagens apontam que a velocidade do ex-piloto "não era excessiva" e seria de, no máximo, 20km/h. "Mas é difícil avaliar exatamente a velocidade em que ele esquiava", disse Quincy.

 

"Para isso, seria preciso levar em conta elementos como a quantidade de curvas feitas pelo esquiador para reduzir a velocidade". O procurador afirmou ainda que Schumacher "se chocou contra uma pedra a cerca de 8 metros de distância da borda da pista de esqui". A câmara que estava no capacete de Schumacher foi entregue à polícia pela família do alemão, que segue em coma induzido no hospital universitário de Grenoble, na França. Ele sofreu um traumatismo cerebral. Segundo o último boletim médico, o ex-piloto permanece em estado crítico, mas estável.

Link
Comentários »
Notícias Relacionadas »
ss